Topo

É fake? Site dedo-duro mostra se perfil no Twitter é um robô

PegaBot faz análise das chances de um  perfil do Twitter ser robô - Getty Images/iStockphoto
PegaBot faz análise das chances de um perfil do Twitter ser robô Imagem: Getty Images/iStockphoto

Marcelle Souza

Colaboração para o UOL

17/06/2019 04h00

A gente sabe que as redes sociais estão cheias de bots, como são chamados os robôs criados para reforçar ideias ou dar uma ajudinha na popularidade de perfis verdadeiros. Eles, inclusive, foram tema recorrente nas eleições presidenciais do ano passado, já que eram uma importante ferramenta de disseminação das fake news.

Mas o problema é: como saber se eu estou dando atenção para um bot?

Para facilitar o trabalho de quem navega e não quer compartilhar notícias falsas, o ITS Rio (Instituto do Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro) e o Instituto Equidade & Tecnologia lançaram no ano passado o PegaBot, uma plataforma em que avalia as chances de um perfil ser um robô.

"A ideia era tornar o PegaBot uma ferramenta de acesso público, para que a população também pudesse testar perfis ou tirar dúvidas, e com isso criar uma massa crítica de pessoas olhando para perfis na internet com mais consciência sobre como funciona a automatização", diz Marco Konopacki, doutorando em ciência política pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e coordenador de projetos no ITS Rio.

DESMASCARANDO O BOT

O site é bem simples: basta digitar o nome do perfil no campo de buscas, que a plataforma faz uma análise e dá uma resposta de zero a 100% -quanto maior for o número, mais chances de se tratar de um bot.

Para fazer a conta, o site usa um algoritmo que leva em conta informações como a frequência de postagens, a linguagem utilizada e a data de criação do perfil.

E não se assuste se decidir testar o seu próprio perfil e o resultado der 30% ou 40%. Isso pode ser um indício, por exemplo, de que você mais reproduz notícias do que escreve as suas próprias postagens.

Além de verificar o desempenho de uma página pessoal, é possível usar o PegaBot fazer uma análise dos seguidores e de quem aquele perfil segue na rede. Nesta etapa, no entanto, é preciso fazer login na sua conta do Twitter e há um limite de 12 perfis analisados.

Por enquanto, a busca só está disponível para o Twitter, mas os idealizadores estudam a possibilidade de expandi-la para outras redes sociais.

COMO IDENTIFICAR UM BOT?

"Ainda é difícil um usuário detectar um robô porque eles estão se tornando cada vez mais inteligentes e eficientes. Muitas vezes eles têm um dicionário maior de postagens, conseguem interpretar o contexto do usuário para dar uma resposta mais sensível", explica Konopacki.

Para a nossa sorte, a maioria deles não é tão sofisticada assim e costuma dar algumas pistas de que é guiada por algoritmos. Desse modo, algumas dicas podem ser úteis na hora de identificar um bot:

  1. Frequência: se as postagens são constantes e com intervalos curtos, isso pode ser indício de automação, já que humanos demorariam mais tempo para elaborar e escrever as mesmas mensagens;
  2. Linguagem: os robôs costumam usar linguagem padronizada e simples, adotando sempre os mesmos termos e sem erros de português;
  3. Perfil recém-criado: uma das estratégias das "fazendas de bots", onde esses robôs são desenvolvidos em massa, é criar vários perfis em um curto espaço de tempo e muitas vezes essa data é recente;
  4. Nome do perfil: os de robôs costumam ter vários números ou números em sequência.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Tilt