Topo

Haja raiva: torneio de Arremesso de Celular tem aparelho jogado a 76 metros

Aquela raiva estampada no rosto de quem vai arremessar o celular velho travado - Rubens Fraulini/Itaipu Binacional
Aquela raiva estampada no rosto de quem vai arremessar o celular velho travado Imagem: Rubens Fraulini/Itaipu Binacional

Rodrigo Lara

Colaboração para Tilt

25/09/2019 19h17

Sem tempo, irmão

  • 12º Sul-Americano de Arremesso de Celular reuniu 5 mil pessoas em Foz do Iguaçu (PR)
  • Evento teve um aparelho jogado a 76 metros de distância
  • Competição tem causa nobre: recolher lixo eletrônico e diminuir poluição
  • Outros torneios do tipo ocorrem pelo Brasil

Sabe quando o seu smartphone trava e você tem vontade de jogar ele contra a parede? E já pensou se, dependendo da força do arremesso, o seu celular velho te rendesse um aparelho novo?

Pois bem, foi isso que aconteceu no último domingo (22), quando a Itaipu Binacional organizou uma competição inusitada em Foz do Iguaçu (PR): a 12ª edição do Torneio Sul-Americano de Arremesso de Celular.

Não, você não leu errado: cinco mil pessoas se reuniram para assistir a uma disputa que testou as habilidades de 284 arremessadores de celular.

O torneio em si foi dividido em seis categorias: adulto feminino e masculino (participantes com mais de 16 anos), juvenil feminino e masculino (participantes entre 12 e 15 anos) e infantil masculino e feminino (participantes até 11 anos). Além de troféus para os três primeiros colocados, os vencedores de cada categoria levaram para casa um smartphone Xiaomi Mi 8 Lite.

Torneio atraiu pessoas de várias idades em Foz do Iguaçu (PR) - Rubens Fraulini/Itaipu Binacional
Torneio atraiu pessoas de várias idades em Foz do Iguaçu (PR)
Imagem: Rubens Fraulini/Itaipu Binacional

E por falar em vencedores, quem faturou a categoria adulto feminino foi Janaína Fagundes, que é tenente do Corpo de Bombeiros. O arremesso dela chegou aos 37,79 metros de distância. Impressionante, hein?

Na adulto masculino, Franck Rodrigues de Souza mandou o aparelho velho longe: com absurdos 76,30 metros, ele dominou a categoria.

Na juvenil masculino, Lucas Gehardt liderou com 45,06 metros. Já entre as meninas Fernanda Luiza Pereira disparou o celular a 29,76 metros de distância.

Para fechar, a categoria infantil. Entre as meninas, Rafaeli Cristine Paulus fez um arremesso de 30,50 metros, enquanto Arthur Balsan Arruda venceu dentre os meninos, com 29,60 metros.

Evento de Arremesso de Celular está em 12ª edição - Rubens Fraulini/Itaipu Binacional
Evento de Arremesso de Celular está em 12ª edição
Imagem: Rubens Fraulini/Itaipu Binacional

Será que a raiva do celular velho e bugado deu uma incentivada nos arremessos?

Causa nobre

Os participantes do torneio podiam se inscrever de duas formas: levando um celular velho para ser arremessado ou dois quilos de alimentos não perecíveis. No segundo caso, a própria organização do evento cedia um aparelho fora de uso.

O evento bancado pela hidrelétrica é, na verdade, uma ação que visa chamar a atenção para a produção de lixo eletrônico. Esse, inclusive, é um problema mundial, uma vez que, somente em 2017, foram geradas mais de 44 milhões de toneladas de lixo do tipo, segundo dados da Coalização das Nações Unidas sobre Lixo Eletrônico.

Competição tem causa nobre: recolher lixo eletrônico e diminuir poluição causada pelo descarte irregular - Rubens Fraulini/Itaipu Binacional
Competição tem causa nobre: recolher lixo eletrônico e diminuir poluição causada pelo descarte irregular
Imagem: Rubens Fraulini/Itaipu Binacional

Além disso, havia incentivo para que as pessoas levassem eletrônicos fora de uso para serem reciclados. De acordo com a organização, foram recolhidas cerca de 3,3 toneladas de lixo eletrônico, entre televisores, celulares, rádios, monitores e outros aparelhos.

Já em relação aos alimentos, foram arrecadadas 13 toneladas, que serão repassadas para 24 entidades assistenciais de Foz do Iguaçu e região.

Outros campeonatos

Se você se interessou pela disputa e mora longe de Foz do Iguaçu, fique sabendo que outras cidades já organizam campeonatos do tipo. Em Toledo (PR), o 1º Torneio de Arremesso de Celular já está agendado para o dia 13 de outubro, no Parque do Povo. Já em Chapadão do Sul (MS), há um torneio similar que ocorre desde 2017.

Em ambos os casos, as competições também repetem ações de responsabilidade ambiental e social, com a coleta de lixo eletrônico para reciclagem e a arrecadação de alimentos para entidades assistenciais.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Smartphone