PUBLICIDADE
Topo

Renato de Castro

Live: o que parceria público-privada pode fazer pelas cidades inteligentes

Roberto Parizotti/Fotospublicas
Imagem: Roberto Parizotti/Fotospublicas
Renato de Castro

Mobilidade compartilhada, Inteligência artificial, sensores humanos, internet das coisas, bluetooth mesh, etc. Mas como essa tranqueira toda pode melhorar a vida da gente nas cidades? Em nosso blog vamos discutir sobre as últimas tendências mundiais em soluções urbanas que estão fazendo nossas cidades mais inteligentes.

27/01/2021 04h00

Para todos da nossa indústria das cidades inteligentes o final de 2020 foi bem importante. Finalmente, a tão esperada lei das licitações foi aprovada no Senado, criando um novo marco legal para o setor. Bem, ainda não podemos comemorar, pois falta a sanção do presidente. Vamos torcer pelo melhor.

O texto aprovado revoga a nossa tão conhecida Lei das Licitações, a nº 8.666/93, a Lei do Pregão (Lei nº 10.520/2002) e a Lei nº 12.462/2011 (que trata do Regime Diferenciado de Contratações). Se tudo andar bem, teremos a simplificação do processo de contratação pública, que irá beneficiar principalmente as startups, pequenas e medias empresas do ecossistema de inovação.

Independente do que virá, sabemos que 2021 será um grande ano para as Parcerias Público-Privadas (PPP). Quem assistiu a nossa live sobre iluminação pública no Brasil (que foi a de maior audiência de todos os tempos) viu um pouco desse potencial para o setor. Criamos inclusive um grupo de WhatsApp durante essa live, que já está superativo com quase 200 membros. O sucesso foi tão grande que decidimos não parar por aqui!

Para iniciarmos com chave de ouro este ano, teremos uma megalive especial abordando o tema das parcerias público-privadas. Mais que um encontro técnico e de aprimoramento, será um bate-papo com o participante.

Teremos um convidado superespecial, Guilherme Martins, chefe de departamento na unidade responsável por estruturar PPPs e Concessões de infraestrutura no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), uma das principais instituições na promoção da infraestrutura brasileira.

Guilherme é engenheiro de produção pela UFF e mestre em economia e finanças pelo Ibmec-RJ com extensão na Nottingham University.

Ele irá responder as perguntas que poderão ser enviadas em texto, ou via vídeo pelo grupo do WhatsApp (uma grande novidade que estreamos no final do ano passado).

Poderíamos escolher forma melhor para iniciarmos 2021?

live renato - Renato de Castro - Renato de Castro
Imagem: Renato de Castro

Agendem-se então para esta quarta-feira, 27 de janeiro, às 17:00 (horário de Brasília).

Espero todos vocês para esse nosso primeiro encontro ao vivo de 2021 e não deixem de convidar seus colegas e os gestores públicos de sua cidade. Quanto mais gente tiver acesso a essas informações, maior será nossas possibilidades de fazermos nossas cidades mais inteligentes. Nos vemos lá!

Link para a live.