PUBLICIDADE
Topo

Física na Veia

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Como funciona uma máscara padrão N95 ou PFF2?

Dulcidio Braz Jr

Dulcidio Braz Jr. é físico pelo Instituto de Física "Gleb Wataghin" (IFGW) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), onde atuou como pesquisador no Departamento de Eletrônica Quântica antes de perceber que seu caminho era o da educação. É pioneiro no Brasil no ensino de relatividade, quântica e cosmologia para jovens estudantes do final do ensino médio e início do curso superior. Hoje, além de professor, é autor de materiais didáticos e faz questão de dizer que, aqui no blog, é professor e aluno em tempo integral --enquanto ensina, também aprende.

Dulcidio Braz Jr / Física na veia

23/03/2021 17h17Atualizada em 24/03/2021 12h24

Depois de um tempo afastado daqui do Física na Veia por conta das trabalhosas aulas remotas e da escola híbrida que sugaram o meu tempo de forma absurda desde o final de janeiro, volto a escrever.

Bem no clima da pandemia que lamentavelmente está em seu pior momento aqui no Brasil, abordo um tema fundamental para o controle da doença: as máscaras.

Sempre imaginei que as máscaras tão recomendadas pelos cientistas para nos proteger de contaminações com o SarsCoV2, o vírus causador da CoViD19, funcionavam como "peneiras" sobrepostas. Fui pesquisar para escrever um texto didático aqui no blog e, em especial, entender melhor o que são os padrões N95 ou PFF2, e acabei por sorte encontrando um vídeo sensacional do canal Minuto da Física.

Desisti de escrever porque o vídeo ("embedado" lá no topo) é tão didático que eu não conseguiria fazer nada melhor. Veja-o e depois me diga se não é sensacional!

Não quero dar spoiler e tirar de você o prazer de descobrir como funcionam as máscaras vendo o vídeo. Mas tem muita matemática, física e química por trás do funcionamento da "armadilha" para partículas. E um "truque" eletrostático que ratifica a importância do conhecimento científico e, em particular, da física para as nossas vidas.

Mais sobre o Minuto da Física

Segundo Guilherme Ximenes, um dos responsáveis pela versão brasileira do canal, o Minuto da Física surgiu de uma preocupação quanto a carência em educação científica. Criado em 2013, veicula vídeos traduzidos que são originalmente publicados no canal MinutePhysics por Henry Reich.

Todo o conteúdo é autorizado pela marca MinutePhysics para que o conhecimento de física e ciência possa chegar a outras partes do mundo.

A equipe atual do canal é formada pelos licenciados em física Vini Marangon e Lucas Mitre e o estudante de engenharia de sistemas Guilherme Ximenes que acreditam que, para resolver esse problema, é necessário empolgar as pessoas quanto à ciência e curiosidades do mundo!

Depois de um tempo inativo, o Minuto da Física está de volta. E promete um vídeo novo por semana. Enquanto eu planejava este texto, outro vídeo sobre máscaras, igualmente espetacular e oportuno, foi publicado. Confira-o lá no final do post.

Recomendo enfaticamente o material do Minuto da Física que é de alto nível, com excelente didática, e editado de uma forma leve e muito divertida. Este é tipo de material que tem tudo a ver com o espírito do Física na veia!

Espero que você goste e, neste momento crítico da pandemia, aproveite (como eu aproveitei!) o oportuno conteúdo sobre o uso de máscaras certificadas e da forma correta e eficiente no combate à pandemia.

Abraço do prof. Dulcidio! Cuide-se! Cuide dos seus! Nos cuidemos todos! Só vamos vencer a pandemia se tomarmos todos juntos atitudes ancoradas na ciência!