PUBLICIDADE

Topo

Desenvolvedora diz que empresa de armas copiou design de escopeta do jogo

Kalashnikov MP155 Ultima: design supostamente copiado do jogo Oceanic - Divulgação/Kalashnikov Concern
Kalashnikov MP155 Ultima: design supostamente copiado do jogo Oceanic Imagem: Divulgação/Kalashnikov Concern

De START, em São Paulo

07/12/2021 12h06

O pequeno estúdio independente Ward B está acusando a empresa russa de armas Kalashnikov Concern de copiar o design de uma escopeta criada para o jogo Oceanic, ainda em desenvolvimento.

Como parte da divulgação do game, a Ward B tem postado designs detalhados de alguns de seus elementos. Segundo o CEO Marcellino Sauceda, em 2020, a Kalashnikov entrou em contato para pedir autorização para transformar um desses designs, a EPM28 Mastodon, em uma arma de verdade. A Ward B jamais autorizou legalmente, mas a escopeta foi criada mesmo assim.

Arma EPM28 Mastodon, do jogo Oceanic - Divulgação/Ward B - Divulgação/Ward B
Arma EPM28 Mastodon, do jogo Oceanic
Imagem: Divulgação/Ward B

A solicitação foi feita em 18 de fevereiro de 2020 por Maxim Kuzin, que se apresentou como um "produtor de projetos industriais". Na troca de e-mails, apresentada como evidência ao site americano IGN, a Ward B confirmou seu interesse na parceria e, em uma reunião virtual, pediu o contrato oficial da própria Kalashnikov. Kuzin não retomou a conversa e o acordo jamais foi enviado.

Em agosto, o designer da Ward B responsável pela arma encontrou um post da Kalashnikov anunciando um novo kit para a escopeta MP-155, produto que já fazia parte do catálogo da Kalashnikov. O kit mantinha a mecânica da arma, mas dava a ela um novo visual externo, bastante similar ao da EPM28 Mastodon.

Oceanic - Divulgação/Ward B - Divulgação/Ward B
Arte conceitual do jogo Oceanic, da Ward B
Imagem: Divulgação/Ward B

Em entrevista à IGN, Kuzin alega que as negociações com a Ward B nunca avançaram porque o jogo Oceanic ainda não tem investimento suficiente para garantir que será lançado. Além disso, ele afirma que o designer freelancer responsável pela criação da Mastodon não foi pago pela Ward B, de modo que a propriedade intelectual sobre o design ainda não estava definida.

A Ward B entrou com uma ordem judicial para impedir a comercialização do kit, mas a Kalashnikov não atendeu. E, em contrapartida, pediu provas de que o estúdio de fato tinha propriedade criativa sobre o design. A Ward B alega que enviou tais evidências, e a empresa russa jamais retomou a conversa.

Entretanto, os desenvolvedores estão abandonando qualquer processo contra a Kalashnikov - por questões financeiras. "Chegamos à conclusão de que, como a Kalashnikov Concern não fica nos EUA, entrar com qualquer ação judicial exigiria nossa presença na Rússia, o que, infelizmente, nosso financiamento não consegue cobrir" afirmou Sauceda à IGN.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: https://www.tiktok.com/@start_uol?
Twitch: https://www.twitch.tv/startuol