Conteúdo publicado há 2 meses

Roseana Murray lembra ataque de pitbulls e planeja sarau no hospital

Roseana Murray, 73, planeja realizar um sarau de poesia no hospital e relaciona o ataque de pitbulls a um mito grego de cachorro de três cabeças.

O que aconteceu

A escritora fez um novo post nas redes sociais para atualizar sobre seu estado de saúde e disse que ainda está no CTI e fez referência a um mito grego. "Ainda estou na CTI. Me lembro do mito de Cérbero, o cachorro de três cabeças que tomava conta da passagem dos recém-mortos para o outro mundo. Eles eram ferozes e ninguém os vencia. Os três cachorros que me atacaram pareciam Cérbero, o cão de três cabeças prontos para me levar para a morte. Não conseguiram. Estou viva."

Roseana acrescentou que quer fazer um sarau no hospital. "Agora já estou planejando um sarau de poesia aqui no Hospital Alberto Torres onde irei presentear cada um que cuidou de mim com um livro meu. Autografado com a mão esquerda. Este hospital é uma casa muito especial. Ouço as histórias dos enfermeiros e enfermeiras, troco com eles as minhas histórias, trocamos galáxias de amor. Essa experiência de ser meio humana meio selvagem, com a força adquirida de Cérbero, aumenta a minha responsabilidade em relação à vida e a tudo o que é belo."

Ela foi atacada por pitbulls no dia 5 de abril enquanto fazia uma caminhada perto de casa, em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Roseana foi socorrida em estado grave e encaminhada, de helicóptero, ao HEAT, em São Gonçalo. No local, ela passou por cirurgias. No dia 8 de abril, ela já respirava sem a ajuda de aparelhos e fazia fisioterapia.

A autora teve o braço direito amputado, o esquerdo precisou ser reconstituído e também perdeu uma das orelhas.

Deixe seu comentário

Só para assinantes