'Vídeo proibido' de Agnaldo Timóteo pôs fim a programa; qual a treta?

Um vídeo inédito de Agnaldo Timóteo, morto em 2021, mostra uma briga entre o cantor e os apresentadores do programa "A Verdade de Cada Um", que acabou nunca sendo exibido na TVS (hoje SBT).

As imagens foram divulgadas por Ney Inácio, que foi repórter do "Programa do Ratinho" e era amigo de Timóteo. Segundo ele, o cantor pediu que o vídeo fosse publicado só depois da sua morte.

O que mostram as imagens

O vídeo foi gravado em 1982. Nas imagens, Timóteo se revolta com uma pergunta preconceituosa feita pelos apresentadores do programa a respeito de sua sexualidade.

Na pergunta, Sonia Abrão diz que Timóteo "confessou seu homossexualismo". Hoje, esse termo não é mais utilizado. O correto é homossexualidade. A palavra "homossexualismo" é considerada pejorativa —o sufixo "ismo" remete a doença. Há 33 anos, a OMS (Organização Mundial da Saúde) retirou a homossexualidade da lista de doenças.

Eu vou preferir começar o programa mostrando mais um lado pessoal dele do que profissional. Timóteo, você já confessou seu homossexualismo, mas você foi pai. Como foi essa história?
Pergunta feita por Sonia Abrão a Agnaldo Timóteo

Após a pergunta, Timóteo discute com Sonia e diz que a informação é improcedente. Na sequência, porém, um dos participantes do programa diz que o cantor "é bicha" —outro termo homofóbico.

Timóteo se levanta para ir embora, mas acaba agredindo um funcionário após ser ofendido novamente. Ao final do vídeo, já sem a presença do cantor, o apresentador Alfredo Borba se refere a Timóteo usando palavras racistas. Borba era músico, cronista e estreou na TV em 1968. Conseguia grande audiência e colecionava polêmicas, segundo o Museu Brasileiro de Rádio e Televisão.

Ao jornal O Estado de S. Paulo, Ney Inácio disse que Timóteo "quebrou tudo na sala do lado". "Mas o fio da câmera não chegava até o local, por isso a imagem continua a mostrar o estúdio", explicou.

Continua após a publicidade

'Aprendi a questionar a direção', diz Sonia Abrão

Também ao Estadão, Sonia Abrão disse que o roteiro das perguntas já vinha pronto. "Ainda bem que desse episódio em diante aprendi a questionar e a não obedecer cegamente direção e produção de TV." Sonia disse que o diretor a mandou perguntar o porquê de ele não se assumir.

Depois do caso, o programa foi cancelado por Silvio Santos. Silvio e Timóteo eram muito amigos —o cantor contou toda a confusão ao empresário, que decidiu descontinuar a atração.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes