'Deterioração de matrimônio': o que disse Hickmann em pedido de divórcio?

A Justiça negou um pedido para que o processo de divórcio entre Ana Hickmann, 42, e o marido, Alexandre Correa, ocorra com base na Lei Maria da Penha — o que, em tese, aceleraria a separação. Ela compartilhou um desabafo sobre o assunto na quarta-feira (29).

O que aconteceu

O pedido de divórcio com base na Lei Maria da Penha foi negado pelo juizado da 1ª Vara Criminal e de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Itu. Splash teve acesso à decisão na qual Ana afirma que se trata de um "processo de deterioração do matrimônio" pela quebra de confiança entre as partes na administração dos empreendimentos e outros bens do casal.

Equipe de Ana relata a descoberta de "negócios jurídicos espúrios", cujo autor não é aquele sinalizado na autoria. O relato aponta que as movimentações de recursos aconteceram sem o conhecimento de Ana Hickmann, e ainda não é possível identificar o destino das movimentações financeiras.

O juizado analisou o pedido e afirmou que se trata de questões de alta complexidade e de especialidade. O caso ultrapassa os limites e parâmetros definidos pela competência criminal ou necessita de maior atenção por se tratar de violência doméstica e familiar contra a mulher, argumentou a decisão.

Os autos foram remetidos para a Vara da Família e Sucessões de Itu. A proteção da mulher, considerada em situação de vulnerabilidade perante a lei, foi reconhecida nos autos. A decisão indicou que a Vara da Família e Sucessões seguiria discutindo o caso — o que foi confirmado pelo advogado de Alexandre Correa para Splash — e, portanto, o divórcio não seria analisado com base na Lei Maria da Penha.

A defesa de Alexandre Correa confirmou a negativa do juizado em contato com a reportagem. O empresário ainda não se manifestou oficialmente sobre a decisão.

A assessoria de Ana respondeu que o processo está sob segredo de Justiça. "Ana Hickmann já prestou os seus esclarecimentos e confia na condução do caso pela Justiça."

Pedido de divórcio

1ª Vara da Família e Sucessões de Itu (SP) aceitou demanda após negativa de divórcio litigioso via Lei Maria da Penha. A informação foi confirmada pelo advogado do empresário, Enio Murad, para Splash.

Continua após a publicidade

Apresentadora registrou BO contra o empresário, em 11 de novembro, por violência doméstica. Ele confirmou o relato da mulher em entrevista exclusiva à reportagem, mas negou ter dado cabeçada na mulher.

Ana acusou ex-marido de falsidade ideológica e insinuou golpe em entrevista ao Domingo Espetacular (Record), em 26 de novembro. "Encontrei documentos, cheque, muita coisa. Tinham assinaturas que tenho certeza que não são minhas. Existe uma grande investigação de fraude, desvio e falsidade ideológica."

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora