Exclusivo
Celebs

Advogado diz que marido de Ana Hickmann abre mão de guarda compartilhada

Alexandre Correa, marido da apresentadora Ana Hickmann, 42, abriu mão da guarda compartilhada do filho Alexandre, 10. A informação foi confirmada pelo advogado do empresário, Enio Martins Murad, em conversa exclusiva com Splash.

Desde que o Alexandre entrou com divórcio, ele já colocou que abre mão da guarda para ela. Ele só quer o direito de regulação de visitas.
Enio Martins Murad, advogado de Alexandre Correa

Advogado afirmou que divulgou a informação porque "existiam acusações de que Alexandre Correa entrou com ação alegando alienação parental", mas voltou atrás minutos depois dizendo que o processo continua em curso após ser questionado por Splash. "Nós esperamos muito que a Ana e os advogados dela tenham o bom senso e concorde que ele tenha direito a visitação do filho".

Anteriormente, Enio Murad afirmou que entraria com processo contra Ana Hickmann alegando alienação parental. "De fato, ela proibiu o Alexandre de ver o filho, e eu tenho tentado contato com os advogados dela no sentido de dar acesso ao filho, mas ela não permite", disse em entrevista ao site da revista Quem divulgada em 29 de novembro.

"Ele quer a guarda compartilhada. Não. Ele, como pai, entende que a Ana é uma ótima mãe, e o filho deve ficar com a mãe", completou Enio Martins Murad.

Divisão de bens será o último tema tratado entre as partes, segundo Enio Murad. Alexandre Corre e Ana Hickmann regularizarão a guarda do filho com supervisão da 1ª Vara de Família e Sucessões de Itu (SP) antes de seguirem com o divórcio litigioso.

1ª Vara da Família e Sucessões de Itu (SP) aceitou demanda após negativa de divórcio litigioso via lei Maria da Penha, confirmou advogado do empresário.

Questão será avaliada pela Justiça nos próximos 15 dias, segundo relato divulgado no Diário Oficial da União. Juiz responsável deu prazo de 15 dias para Ana Hickmann apresentar documentos e regularizar detalhes para pedir a guarda do filho.

"Aceito a competência para processar e julgar o feito. O divórcio pressupõe a definição das questões relacionadas à prole (CPC, artigo 731). Emende-se a petição inicial para inclusão dos pedidos relacionados à guarda, visitas e alimentos ao filho menor; bem como para manifestação acerca dos alimentos entre os cônjuges. Se o caso, retifique-se o valor da causa. A autora deve apresentar certidão de casamento atualizada, comprovante de endereço, certidão de nascimento e documentos pessoais do filho. Prazo: 15 dias, sob pena de indeferimento. Providencie-se ainda o recolhimento das custas e despesas processuais, sob pena de cancelamento da distribuição", diz o texto publicado no Diário Oficial da União no dia 29 de novembro.

Continua após a publicidade

Splash procurou a equipe de Ana Hickmann, que disse não ter informações sobre o tema. A reportagem também entrou em contato com o Tribunal de Justiça de São Paulo. "Processos envolvendo questões de família tramitam em segredo de justiça", informou a instituição.

Divórcio via Maria da Penha negado

O juizado da 1ª Vara Criminal e de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Itu negou pedido da apresentadora para que o processo de divórcio ocorra com base na Lei Maria da Penha, o que, em teoria, aceleraria a separação do casal. Os autos foram remetidos para a Vara da Família e Sucessões de Itu.

"Trata-se de questões de alta complexidade e especialidade, que ultrapassam os limites e parâmetros circunscritos à competência criminal ou atinente ao rito de celeridade das causas envolvendo violência doméstica e familiar contra a mulher", diz um trecho da decisão, a qual Splash teve acesso.

Ontem, após a decisão, Ana afirmou que Correa vem divulgando informações "erradas" sobre o processo de separação. A apresentadora publicou um vídeo comentando a decisão da Justiça.

"O meu divórcio vai rolar [...] Porém, eu não vou dar continuidade ou força para fake news. Ou para coisas que estão sendo divulgadas pela outra parte, que estão erradas e que vão totalmente contra aquilo que a justiça tá ordenando, pedindo", disse a apresentadora da Record.

Continua após a publicidade

A famosa ressaltou que respeita o segredo de Justiça e, por isso, não vai entrar em detalhes sobre o processo. "Eu vou continuar respeitando essa determinação. Até porque eu acredito na Justiça, acredito no Ministério Público e acredito que a lei tá do lado de quem tá certo. Da forma que tiver que acontecer, vai acontecer."

Splash tentou contato com Alexandre Correa, mas não obteve retorno. O espaço permanece aberto. Em entrevista exclusiva à reportagem, no dia 13 de novembro, o empresário confirmou o relato da apresentadora, mas negou que tenha dado cabeçada na mulher. Ele classificou a discussão como uma "desinteligência entre casais" e disse que ficou em pânico diante da exposição do escândalo e da possibilidade de prisão. "A única coisa que não procede é a situação de cabeçada. Isso não existe. Esse viés, isso não existe."

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes