'Melhores amigos', casório luxuoso: como foi relação de Naiara e ex-marido

Naiara Azevedo, 34, procurou a Polícia Civil na madrugada de hoje (30) para registrar uma ocorrência. De acordo com o jornal Bom Dia GO (TV Globo), a cantora teria denunciado o ex-marido Rafael Cabral por constrangimento ilegal — quando alguém é constrangido com violência ou grave ameaça.

Naiara e Rafael se casaram em 2016. Segundo a cantora, eles eram amigos e começaram a namorar após a traição narrada na canção "50 Reais".

A cantora disse em entrevista ao UOL que a festa, em Goiânia, foi planejada pelo então noivo e brincou ao imaginar sua reação a uma traição. "Ele sabe muito bem que se acontecer algo assim vai ter música. E ele vai passar mais vergonha porque vou colocar o nome dele na música e ainda conto umas coisitas a mais", afirmou, na véspera do casamento.

Ticiane Pinheiro roubou a cena no casório, se jogou na pista de dança e soltou a voz ao lado da noiva. Ela havia terminado o relacionamento com o âncora Cesar Tralli, com quem reatou pouco depois.

A vida pessoal e profissional do casal era "toda junta e misturada", contou Naiara. "Vira e mexe a gente acaba falando de trabalho, é óbvio. O que nos uniu foi o trabalho, começamos trabalhando juntos como amigos. Depois rolou o 'lesco lesco'", afirmou a cantora no programa Se Joga, em 2019.

Os dois costumavam trocar declarações de amor nas redes sociais. "Você mal foi embora e meu coração já está apertado de saudades suas", escreveu Naiara em uma publicação em 2018. Ele respondeu com um: "Te amo muito".

Casamento chegou ao fim em agosto de 2021

A cantora anunciou o término nas redes sociais. "Não existem palavras para expressar o sentimento de ver uma relação chegar ao fim. Mas, existe um momento onde precisamos olhar para nós mesmos e ressignificar algumas coisas. Foram 9 anos de erros e acertos, de dores e alegrias e de muito respeito! [...] Em algum momento, nos desencontramos na vida a dois, e não é porque um casamento chega ao fim, que ele não deu certo. Para mim deu certo, sim, enquanto durou", escreveu, na ocasião.

No ano seguinte, Naiara falou do ex-marido no BBB 22 (TV Globo). "Somos melhores amigos. Eu amo meu ex-marido. [...] O respeito, o carinho, a admiração que eu tenho por ele são gigantes. Se entrar um homem na minha vida hoje, vai saber que ele faz parte da minha vida. Quer entrar na minha vida, aceita que ele faz parte da minha vida", disse à colega de confinamento Linn da Quebrada.

Continua após a publicidade

Ela também falou do fim do casamento em entrevista a Ana Maria Braga após ser eliminada. "Eu e o Rafa começamos nossa relação como melhores amigos, acabou evoluindo para um relacionamento, quando a gente entendeu que não tava fazendo bem um pro outro decidimos nos separar", disse.

Cantora registrou ocorrência

A Polícia Civil de Goiás confirmou a Splash que Naiara registrou uma ocorrência nesta madrugada.

A artista já teria feito um BO contra o ex por agressão física e verbal em julho deste ano, mas eles seguiram próximos, por serem sócios da mesma empresa.

Ainda conforme o jornal, na noite de ontem, Cabral teria levado alguns equipamentos de show do escritório sem autorização de Naiara. A sertaneja afirmou ter recebido uma mensagem do empresário, dizendo que, se quisesse usar os equipamentos, teria que alugá-los. Ele ainda ameaçado "acabar com a carreira dela".

A assessoria de imprensa da artista também confirmou que ela esteve na delegacia. "Porém, não tem namorado. E o caso em questão está em segredo de justiça", responderam sucintamente. Naiara ainda não se posicionou nas redes sociais.

Continua após a publicidade

A assessoria de Naiara afirmou "ainda não ter informação" sobre como ficará o vínculo profissional com o ex-marido da cantora.

Splash entrou em contato com a defesa de Rafael Cabral, que disse não ter conhecimento da íntegra dos fatos. "Estamos apurando e levantando todas as questões, razão pela qual, no momento, não temos nada a declarar quanto a tal ponto".

Denuncie

Ao presenciar um episódio de agressão contra mulheres, ligue para 180 e denuncie.

Casos de violência doméstica são, na maior parte das vezes, cometidos por parceiros ou ex-companheiros das mulheres, mas a Lei Maria da Penha também pode ser aplicada em agressões cometidas por familiares.

Também é possível realizar denúncias pelo número 180 — a Central de Atendimento à Mulher, que funciona em todo o país e no exterior, 24 horas por dia. A ligação é gratuita. O serviço recebe denúncias, dá orientação de especialistas e faz encaminhamento para serviços de proteção e auxílio psicológico. O contato também pode ser feito pelo WhatsApp no número (61) 99656-5008.

Continua após a publicidade

A denúncia também pode ser feita pelo Disque 100, que apura violações aos direitos humanos.

Há ainda o aplicativo Direitos Humanos Brasil e a página da Ouvidoria Nacional de Diretos Humanos (ONDH) do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). Vítimas de violência doméstica podem fazer a denúncia em até seis meses.

Caso esteja se sentindo em risco, a vítima pode solicitar uma medida protetiva de urgência.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes