'Respondeu na hora': ela bateu papo com ladrão para rever fotos da Taylor

A redatora Lorena Severino, de 22 anos, registrou cada momento da apresentação de Taylor Swift no sábado (25) em São Paulo, com seu celular, mas acabou furtada no dia seguinte. O que ninguém poderia esperar é que o ladrão devolveria pelo menos uma parte: as fotos do show.

O que aconteceu

Lorena foi ao show no sábado e fez 110 imagens, entre fotos e vídeos. Não deu tempo de salvar os arquivos no drive ou publicar nas redes sociais.

Ela foi assaltada no dia seguinte, perto de uma estação do Metrô de São Paulo. "Ele só pegou o celular e saiu correndo de bicicleta. O primeiro pensamento foi: as fotos do show", contou a Splash.

Lorena tentou ir atrás do criminoso, mas não conseguiu alcançá-lo. Ela nunca tinha sido assaltada antes. O aparelho, que tinha a capinha em homenagem à cantora, foi levado desbloqueado, porque Lorena estava com ele em mãos na hora do crime.

Ao chegar em casa, a jovem teve a ideia de pedir para a mãe mandar mensagem para o número dela pedindo as fotos do show. Na mensagem, a mãe de Lorena questionou. "Eu pago. Quanto você quer pelo celular? De todo modo, manda as fotos, por favor, as fotos dela na frente do palco."

Dois minutos depois, começaram a chegar os arquivos, segundo conta. O criminoso não esqueceu de nenhuma —nem as de Sabrina Carpenter, que fez o show de abertura.

Pedi achando que ele nem ia responder, mas ele respondeu na hora e ainda por cima mandou todas as fotos.

Continua após a publicidade

Lorena diz ter registrado boletim de ocorrência por furto. Dias depois do crime, a jovem ainda está sem celular. O aparelho tinha seguro, mas o valor oferecido pela garantia não cobre o preço cheio do telefone —um iPhone Pro Max 14 Roxo, avaliado em R$ 7.200.

Lorena acompanha Taylor Swift há anos e estava ansiosa para a apresentação. Ela chegou a acampar para comprar os ingressos com alguns amigos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes