PUBLICIDADE
Topo

Atriz de 'Poliana' diz ter sido orientada a não se assumir bissexual

Bel Moreira interpreta Raquel na novela "Poliana Moça", do SBT - Lourival Ribeiro/SBT
Bel Moreira interpreta Raquel na novela 'Poliana Moça', do SBT Imagem: Lourival Ribeiro/SBT

Colaboração para Splash

06/06/2022 08h26

A atriz Bel Moreira, 22 anos, comentou a decisão de se assumir publicamente bissexual, há alguns meses. Ela ficou famosa vivendo Raquel na novela infantil "As Aventuras de Poliana" (SBT) e hoje interpreta a mesma personagem na continuação da história, "Poliana Moça".

"Eu me entendi bissexual aos 15 para os 16 anos. Eu já me percebia atraída também por mulheres, mas nessa idade me apaixonei por uma menina. Eu estava 100% iludida! Tinha zero chances. Mas tenho muito carinho por essa lembrança", explicou Bel, em conversa com a revista Quem.

"Eu decidi dividir isso publicamente porque, pra mim, nunca foi algo que eu deveria esconder. Eu posso gostar de pessoas de qualquer gênero, e daí? Eu me sinto muito bem sendo abertamente bissexual. Eu amo amar uma mulher, eu amo não ter vergonha de quem eu sou", declarou ela, que namora a produtora de eventos Halana Lacerda.

Em um passado não muito distante, porém, Bel teve de lidar com o tabu em torno de sua sexualidade. Sem citar nomes, a atriz afirma que chegou a ser orientada a não assumir sua orientação para não prejudicar a carreira, já que atuava em produções para crianças e adolescentes.

"Eu tinha a necessidade de falar, mas achava que muitas portas seriam fechadas para mim. Era assustador. Não lidava bem com o armário, nem com a pressão. Fui orientada a não falar abertamente sobre isso. A partir do momento que eu ouvi que poderia falar abertamente sobre minha bissexualidade, me senti sufocada", admite.

"Queria, ao mesmo tempo, expor quem eu era e me esconder. Era muito estranho não falar sobre minha sexualidade. Na minha família, nas minhas amizades isso jamais foi uma questão. Foi um susto precisar me esconder", acrescenta a atriz.

Hoje em dia, essa questão é mais que bem resolvida para ela. "Me assumir foi a melhor decisão que eu já tomei. Minha saúde mental e qualidade de vida aumentaram. Sou uma pessoa muito mais feliz hoje. Foi uma surpresa ser recebida de braços abertos. Mas mesmo se esse não fosse o caso, me assumir ainda teria sido a melhor escolha que já fiz."