PUBLICIDADE
Topo

Baixista David Ellefson está fora do Megadeth após acusação de assédio

De Splash

24/05/2021 14h55

O Megadeth encerrou a relacionamento de trabalho com o baixista David Ellefson em um comunicado divulgado hoje, apenas duas semanas após o músico ser acusado de ter assediado uma menor de idade.

"Estamos informando aos nossos fãs que David Ellefson não vai mais tocar no Megadeth e que estamos oficialmente nos separando dele", disse o líder da banda, Dave Mustaine, em comunicado. "Não tomamos essa decisão de forma leviana."

E continuou: "Embora não saibamos todos os detalhes do que ocorreu, com uma relação já tensa, o que já foi revelado agora é suficiente para tornar o trabalho conjunto impossível para seguir em frente."

No início deste mês, trocas de mensagens e videochamadas entre Ellefson e uma suposta adolescente, incluindo imagens comprometedoras do baixista, vazaram nas redes sociais.

Uma jovem apareceu no Instagram detalhando as conversas, mas as mensagens originais já foram removidas.

Em uma declaração de 10 de maio, Ellefson admitiu seu envolvimento em "conversas privadas e pessoais" que foram tornadas públicas, mas afirmou que eram "interações adultas tiradas do contexto".

Na semana seguinte, o baixista deletou sua conta no Twitter.

Ao tomar conhecimento da situação em torno de Ellefson, o Megadeth emitiu uma declaração inicial dizendo, em parte, que eles estavam "observando os desenvolvimentos de perto. No que se refere à criatividade e aos negócios, estamos todos familiarizados uns com os outros. No entanto, há aspectos claros da vida privada de David que ele manteve para si mesmo."

Esta não é a primeira vez que Megadeth e Ellefson se separam. Embora seja o baixista fundador da banda, Ellefson esteve ausente nos primeiros seis anos da reforma do Megadeth após 2004.

O Megadeth demitiu o baixista David Ellefson em um comunicado divulgado hoje, após o músico ser acusado de ter assediado uma menor de idade.