PUBLICIDADE
Topo

Talk show de Ellen DeGeneres vai acabar após 19 anos e polêmica de bullying

Ellen DeGeneres no comando de seu talk show, "Ellen", na TV norte-americana - Reprodução
Ellen DeGeneres no comando de seu talk show, 'Ellen', na TV norte-americana Imagem: Reprodução

De Splash, em São Paulo

12/05/2021 11h31

Uma verdadeira instituição da TV norte-americana, "Ellen" vai terminar em 2022. O talk show apresentado por Ellen DeGeneres, que estreou em 2003, terá sua 19ª temporada como última, revelou a própria apresentadora ao The Hollywood Reporter.

De acordo com o veículo, Ellen avisou a sua equipe da decisão ontem, e vai dar entrevista à amiga Oprah Winfrey no programa de amanhã, explicando seus motivos para deixar o talk show.

Quando você é uma pessoa criativa, há essa vontade permanente de ser desafiada. Foi por isso que decidi ser apresentadora do Oscar, ou voltar ao stand-up depois de tanto tempo. E por mais que seja divertido e ótimo fazer este programa, ele não é mais um desafio. Preciso de algo novo."
Ellen DeGeneres ao THR

Embora diga "não saber" o que vai fazer a seguir em sua carreira, Ellen adiantou que adoraria retornar aos cinemas ou a uma série tradicional de comédia. "Se encontrar um bom papel, poderei aceitar, o que é algo que não tenho tempo para fazer hoje em dia", comentou.

Jennifer Aniston e Ellen DeGeneres dão selinho em episódio de 'Ellen' - Michael Rozman/Warner Bros. - Michael Rozman/Warner Bros.
Jennifer Aniston e Ellen DeGeneres dão selinho em episódio de 'Ellen'
Imagem: Michael Rozman/Warner Bros.

Acusações de bullying

No ano passado, o talk show e sua apresentadora viraram motivo de polêmica quando vários ex-funcionários fizeram denúncias de bullying, intimidação e até racismo nos bastidores.

Ellen abriu a sua 18ª temporada com um pedido de desculpas, enquanto vários produtores acabaram sendo demitidos. Embora admita ao THR que as acusações "a machucaram muito", ela descarta que este tenha sido o motivo para o fim do programa.

Se fosse por isso, eu nem teria voltado. [...] Mas sim, pensei em terminar, por alguns meses. Você precisa entender que, ao mesmo tempo [em que as acusações saíam], minha casa foi roubada e eu perdi quatro animais de estimação -- três gatos e um cachorro, que morreram. Foi uma tsunami."
Ellen DeGeneres ao THR

A atriz Portia de Rossi (à esq.) e a mulher, a apresentadora Ellen DeGeneres - Jon Kopaloff/Getty Images - Jon Kopaloff/Getty Images
A atriz Portia de Rossi (à esq.) e a mulher, a apresentadora Ellen DeGeneres
Imagem: Jon Kopaloff/Getty Images

Sucesso incontestável

Apesar da recente polêmica, "Ellen" é um verdadeiro fenômeno na TV norte-americana. Produzido em sindicância, o que significa que pode ser comprado por emissoras locais ao redor do país, vai ao ar 180 dias por ano e é assistido por milhões.

O programa também conquistou a crítica e os colegas de indústria, vencendo nada menos do que 64 Daytime Emmys, a maior premiação da TV matutina e vespertina dos EUA.

O sucesso ainda levou Ellen DeGeneres a receber a Medalha Presidencial da Liberdade, a maior honraria civil dos EUA, das mãos do presidente Barack Obama em 2016 — o democrata e sua mulher, Michelle Obama, aliás, eram convidados frequentes do talk show.