PUBLICIDADE
Topo

Nando Reis faz EP com filho que inspirou música dos Titãs: Aprendi com ele

Nando Reis e o filho Sebastião Reis lançam EP - Reprodução/Instagram
Nando Reis e o filho Sebastião Reis lançam EP Imagem: Reprodução/Instagram

De Splash, em São Paulo

07/05/2021 09h17Atualizada em 07/05/2021 09h18

De pai para filho: a família Reis conta agora com um EP entre o pai, Nando Reis, e um de seus filhos. O cantor lançou músicas em parceria com Sebastião Reis, 25 anos.

O jovem foi a inspiração para a música "O Mundo é Bão, Sebastião", lançada pelo Titãs em 2001. Agora, os dois se juntam na música.

Meu pai é meu ídolo, um cara que me mostrou tudo que eu sei sobre a música. Parece que esse disco veio quase como uma confirmação: 'Sebastião, você está pronto e eu confio em você'. Foi um dos momentos mais especiais da minha vida

Terceiro filho de Nando, Sebastião também destacou que a parceria com o pai mostra um amadurecimento. As músicas falam sobre medos, a vida, momentos políticos, o próprio isolamento social e novas versões de músicas como "Eles sabem" e "A Minha Gratidão é Uma Pessoa"

Marcante por poder contribuir com o que aprendi com ele, na discografia dele. É um rito de passagem

Já o ex-Titãs explica como nasceu a ideia do projeto musical. Depois das lives, partiu de Sebastião a organização e os trabalhos para concretizar a parceria.

Gravar com o Sebastião é uma coisa emocionante, surgiu a ideia depois das lives que fizemos ano passado. As músicas ficaram completamente diferentes, nós dividimos vocais em algumas das seis músicas.

Em depoimento ao jornal Extra, Nando disse que o disco é um resultado de amor entre a família.

O cantor também espera uma recepção do público e que as músicas sejam como um remédio para o momento conturbado da realidade brasileira com a pandemia de coronavírus.

É uma realização pessoal inigualável, que resultou num disco lindo, revitalizante e cheio de amor. O EP funciona como antídoto para esses tempos sórdidos e esse esgoto fétido que se tornou o Brasil nas mãos dessa gente desprezível