PUBLICIDADE
Topo

Quem dá mais para vencer? Escândalo de corrupção abala Globo de Ouro

Ricky Gervais bebe enquanto apresenta o Globo de Ouro
Ricky Gervais bebe enquanto apresenta o Globo de Ouro
Paul Drinkwater/NBCUniversal Media, LLC via Getty Images

Daniel Palomares

De Splash, em São Paulo

23/02/2021 11h56

O Globo de Ouro é uma das principais premiações de cinema e TV dos EUA, atraindo milhões de espectadores todos os anos, além do elenco estelar de celebridades que comparecem à cerimônia. Nada poderia abalar uma instituição de quase 80 anos, certo? Errado!

Em novembro do ano passado, um processo movido pela jornalista norueguesa Kjersti Flaa foi julgado improcedente por um juiz federal, mas foi o suficiente para movimentar as estruturas da Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, a HFPA, grupo de 87 jornalistas que organiza o Globo de Ouro.

Continua depois da publicidade
fnrfnif - Mel Melcon/Los Angeles Times/Reprodução - Mel Melcon/Los Angeles Times/Reprodução
A jornalista Kjersti Flaa que processou a Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood
Imagem: Mel Melcon/Los Angeles Times/Reprodução

O que dizia o processo?

Flaa acusava a Associação de criar uma "cultura de corrupção", barrando a entrada de certos profissionais, como ela, no comitê e aceitando "milhares de dólares de estúdios, canais e celebridades para quem eles entregam os prêmios", em troca de silêncio sobre tais práticas.

O jornal Los Angeles Times foi atrás de atuais e antigos membros da Associação de Imprensa, além de publicitários e executivos de Hollywood, para avaliar como a reputação do Globo de Ouro pode ter sido arranhada pelas acusações de corrupção na hora de escolher indicados e vencedores do prêmio.

Achei que o processo fosse mexer nas coisas. Somos uma organização arcaica e a Associação de Imprensa precisa de pressão externa para se transformar.
Membro da HFPA que não quis se identificar
renrfnr - Mike Blake/Reuters - Mike Blake/Reuters
Awkwafina foi considerada a melhor atriz de filmes de comédia ou musical no Globo de Ouro
Imagem: Mike Blake/Reuters
Continua depois da publicidade

Não é de hoje

O Globo de Ouro sempre foi tido como duvidoso em Hollywood. A premiação era alvo de piadas por sua credibilidade inclusive durante a própria cerimônia. Mesmo assim, a influência dos membros da Associação de Imprensa e a audiência do evento só cresce ao longo dos anos.

Quando você pensa que é um grupo tão pequeno que toma as decisões, é assustador. Mas o verdadeiro problema é que os estúdios precisam deles. O Globo de Ouro é o evento mais importante antes do Oscar.

disse um relações públicas que também não quis se identificar

Os jornalistas da HFPA conseguem acesso a festas exclusivas com grandes astros, viajam para hoteis cinco estrelas ao redor do mundo para visitar estúdios ou participar de entrevistas e recebem presentes e até jantares bancados pelos grandes estúdios de Hollywood.

O contrato do Globo de Ouro com a emissora NBC também garante milhões de dólares aos membros: só no ano passado, eles receberam U$ 27,4 milhões, cerca de R$ 150 milhões, pelos serviços prestados. A cerimônia atrai cerca de 20 milhões de espectadores todos os anos, superando até o Emmy.

rgejitrnir - Reuters - Reuters
Regina King durante o Globo de Ouro 2019
Imagem: Reuters
Continua depois da publicidade

Tentativa de mudança

Para transformar sua imagem pública, nos últimos anos, a Associação de Imprensa passou a doar grandes quantias de dinheiro para causas diversas, incluindo bolsas de estudo voltadas para cursos de arte e cinema.

Mesmo assim, os jornalistas continuam faturando alto. A Associação desembolsa, mensalmente, cerca de U$ 100 mil (quase R$ 600 mil) para pagar os membros que participam de diferentes comitês. Uma mesma pessoa pode estar em vários comitês ao mesmo tempo.

Outros gastos ainda incluem:

  • R$ 19 mil para cada um dos 24 membros do comitê de filmes estrangeiros para assistirem aos longas
  • R$ 17 mil para cada um que escreve cerca de oito artigos para o site da Associação
  • R$ 43 mil para três membros que organizaram o jantar anual da Associação

E por aí vai...

rtbbtr - REUTERS/Mike Blake - REUTERS/Mike Blake
Joaquin Phoenix com terno desenhado por Stella McCartney no Globo de Ouro
Imagem: REUTERS/Mike Blake

De acordo com Daniel Kurtz, advogado especialista em instituições sem fins lucrativos como a HFPA, não é comum que tanta gente receba tanto dinheiro. "Associações como essa existem para benefício da indústria e não para benefício dos membros", concorda Douglas Varley, outro advogado.

Continua depois da publicidade

Um representante da Associação defende que os valores pagos aos membros são justos e de acordo com o mercado. Porém, até mesmo alguns membros questionam a ideia. "Um dia vão criar comitês para a criação de novos comitês. Nunca acaba. Não somos um banco".

tybyttyty - Paul Drinkwater/NBCUniversal/Reuters - Paul Drinkwater/NBCUniversal/Reuters
Tina Fey e Amy Poehler no Globo de Ouro
Imagem: Paul Drinkwater/NBCUniversal/Reuters

Lobby

De acordo com a Lei das Comunicações de 1934 dos EUA, a prática de "payola", isto é, receber pagamento para promover um serviço em um meio de comunicação, é proibida. Porém, a HFPA foi processada em 2011 por aceitar pagamentos de estúdios para garantir indicações ao prêmio.

Às vezes, faço piadas com produtores sobre quanto custaria para comprar uma indicação ao Globo de Ouro.
disse um veterano do marketing de campanhas para o Oscar

É muito mais fácil convencer um grupo de menos de 90 pessoas a votar pelo seu filme do que os 10.300 membros da Academia do Oscar ou os 25 mil membros da Academia de Televisão, que promove o Emmy.

Continua depois da publicidade

Uma regra do Globo de Ouro impede que os membros ganhem presentes caros, mas eles ainda fazem viagens de luxo e conhecem celebridades.

tbgbttyyt - Divulgação/Netflix - Divulgação/Netflix
Série "Emily in Paris" estreia na Netflix
Imagem: Divulgação/Netflix

Em 2019, 30 membros da HFPA viajaram a um hotel cinco estrelas de Paris para visitar o set de "Emily em Paris", série da Netflix. Mesmo com críticas medianas, a série foi indicada ao Globo de Ouro em duas categorias —enquanto séries como a elogiada "I May Destroy You', da HBO, foram esnobadas.

Fomos criticados e com razão. Aquela série não é uma das melhores de 2020. Isso é um exemplo de como precisamos de mudança. Se não fizermos isso, continuaremos a ser criticados.

disse um membro da HFPA, que não visitou o set em Paris

gfhgtgtg - Paul Drinkwater/NBC Universal/Reuters - Paul Drinkwater/NBC Universal/Reuters
Glenn Close se emocionou ao receber Globo de Ouro
Imagem: Paul Drinkwater/NBC Universal/Reuters
Continua depois da publicidade

Os prêmios vão acabar?

Diante de um histórico de polêmicas, a reputação do Globo de Ouro está ameaçada. Alguns membros da Associação defendem que mudanças sejam feitas para que Hollywood os leve mais a sério, afinal, eles têm o poder de destruí-los quando quiserem.

Masl no final, todo mundo adora ganhar um prêmio, e com todo o dinheiro e exposição que aparecem com algo dessa magnitude, se torna uma bola de neve que você não consegue impedir.

conclui uma fonte ligada a Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood