PUBLICIDADE
Topo

Globo de Ouro não tem nenhum votante negro, revela jornal

Regina King venceu o Globo de Ouro 2019 por "Se a Rua Beale Falasse" - Reuters
Regina King venceu o Globo de Ouro 2019 por 'Se a Rua Beale Falasse' Imagem: Reuters

De Splash, em São Paulo

22/02/2021 13h20

Menos de uma semana antes do Globo de Ouro 2021, que ocorre no próximo domingo (28), a organização que concede as estatuetas anualmente está enfrentando uma chuva de críticas após matéria do Los Angeles Times revelar que não há nenhum votante negro na premiação.

Ao contrário da Academia do Oscar, que inclui milhares de trabalhadores de todas as áreas da indústria, a HFPA (Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood, na sigla em inglês), responsável pelo Globo de Ouro, é formada por "apenas" 87 jornalistas de vários países do mundo.

A associação não negou a falta de diversidade, de acordo com a matéria do Times. Ao invés disso, a HFPA disse de forma vaga que "está comprometida a corrigir" este problema, sem citar medidas específicas.

A lista de indicados de 2021 do Globo de Ouro foi criticada por muitos fãs e profissionais do entretenimento por excluir ou marginalizar projetos encabeçados por artistas negros, como a série "I May Destroy You" e o filme "Destacamento Blood".

Ausência de 'I May Destroy You' gerou críticas ao Globo de Ouro 2021 - Divulgação - Divulgação
Ausência de 'I May Destroy You' gerou críticas ao Globo de Ouro 2021
Imagem: Divulgação

"Mimos" para votantes

Mas a treta não para por aí... A matéria do Los Angeles Times também contesta a integridade da HFPA ao revelar que a associação, ao contrário da Academia, permite que produtores e estúdios ofereçam privilégios para seus 87 membros, influenciando assim as votações para o prêmio.

De acordo com o jornal, por exemplo, a Paramount Television hospedou 30 membros da HFPA em um hotel cinco estrelas de Paris, com diárias de até US$ 1,4 mil (R$ 7,6 mil), em 2019, enquanto eles observavam filmagens de "Emily in Paris" e participavam de coletivas de imprensa cheias de "mimos".

Recebida de forma morna pelos críticos, "Emily in Paris" recebeu indicações ao Globo de Ouro 2021 nas categorias melhor série - comédia/musical e melhor atriz em série - comédia/musical (para Lily Collins).

Série 'Emily in Paris' foi indicada ao Globo de Ouro - Divulgação/Netflix - Divulgação/Netflix
Série 'Emily in Paris' foi indicada ao Globo de Ouro
Imagem: Divulgação/Netflix