PUBLICIDADE
Topo

Millie Bobby Brown acha que Enola Holmes deixaria Eleven aterrorizada

Millie Bobby Brown em "Enola Holmes"
Millie Bobby Brown em "Enola Holmes"
divulgação/Netflix

Ana Carolina Silva

De Splash, em São Paulo

23/09/2020 04h00

Eleven enfrenta monstros e humanos em "Stranger Things", mas morreria de medo da protagonista de "Enola Holmes", filme lançado hoje pela Netflix que tem Millie Bobby Brown (ela mesma) como estrela.

Quem disse isso foi a própria Millie em um bate-papo com Splash. Mas Enola nem é uma pessoa ruim.

Continua depois da publicidade

Enola acharia Eleven extremamente irritante. Eu só acho que Eleven não falaria o suficiente para Enola. Enola ficaria meio: 'Eleven, vamos lá, precisamos ter uma conversa'. E Eleven ficaria aterrorizada com a confiança que Enola tem.

Nesse filme, a atriz não interpreta a menina assustada e calada de "Stranger Things"; a heroína da vez é Enola, a irmã mais nova tagarela de Sherlock Holmes que ri da cara do perigo e teria preguiça de Eleven.

Eu não sei se elas seriam amigas, sabe? Elas são muito fortes, mas em jeitos muito diferentes.

Continua depois da publicidade
enola holmes - divulgação/Netflix - divulgação/Netflix
Millie Bobby Brown em cena de "Enola Holmes"
Imagem: divulgação/Netflix

É provável que toda garota termine de ver o filme querendo ser "mais Enola" na vida, e isso vale também para Millie. Ela é muito diferente da personagem em alguns pontos muito importantes.

Enola é muito estratégica, eu sou menos. Amo que as coisas sejam planejadas, mas não tanto quanto ela. Eu também não corro tantos riscos, sou uma seguidora de regras. Enola quer se jogar no meio de tudo, não tem medo de se colocar em perigo. E eu morro de medo!

Mas existem alguns pontos em comum entre elas: assim como Enola aprendeu muito com o temperamento de Eudoria (Helena Bonham Carter), Millie herdou um ar questionador de sua mãe feminista.

Continua depois da publicidade
eudoria enola - ALEX BAILEY/LEGENDARY - ALEX BAILEY/LEGENDARY
Enola (Millie Bobby Brown) e treina luta com a mãe, Eudoria (Helena Bonham Carter), em cena do filme
Imagem: ALEX BAILEY/LEGENDARY

Minha mãe diz: 'Você acha que fariam essa pergunta a um homem?', 'veja o que Angelina Jolie disse nessa entrevista'. Ela me mostra entrevistadores machistas e diz: 'Você reclamaria se te fizessem essa pergunta?'. Ela é muito feminista, puxei isso dela. Ela é menos tradicional, igual a Eudoria.

Falando em tradições, Millie também continua quebrando barreiras. Aos 16 anos, ela trabalhou como produtora de "Enola Holmes" ao lado da irmã, Paige, e ficou orgulhosa ao falar sobre isso.

E ela quer mais!

Foi incrível, nunca pensei que poderia fazer essas coisas. Tive oportunidade de falar em conferências sobre histórias que queria contar, e homens e mulheres me olharam como uma igual. Depois dessa experiência, posso fazer mais e mais em outros projetos.

Continua depois da publicidade

Paige e Millie, irmãs parceiras:

As irmãs Brown foram as responsáveis por levar um livro da personagem Enola Holmes (escrito por Nancy Springer) para os executivos, que decidiram transformá-lo em filme. O diretor Harry Bradbeer (que também trabalhou com a série "Fleabag") disse que amou ouvir as ideias delas.

Millie tinha muitas ideias e nós conversamos sobre tudo desde o início. Tivemos um relacionamento bem colaborativo. Na maioria das vezes, eu estava trabalhando com ela como uma atriz. Atores jovens têm um tipo de espontaneidade que às vezes eu queria ter nos meus atores mais velhos.

- Harry Bradbeer

henry, millie e sam - ROBERT VIGLASKI/Netflix - ROBERT VIGLASKI/Netflix
Henry Cavill, Millie Bobby Brown e Sam Claflin são os irmãos Holmes no filme "Enola Holmes", da Netflix
Imagem: ROBERT VIGLASKI/Netflix

Mas o diretor também contou com atores mais velhos e incríveis para esse filme, como Henry Cavill (famoso pelo papel do Superman), que aqui interpreta o detetive Sherlock Holmes.

Continua depois da publicidade

Aliás, este é um Sherlock diferente dos outros.

Começamos a entendê-lo não como ícone, mas como humano. Eu e Henry decidimos começar com o Sherlock que conhecíamos e, gradualmente, começar a mudar. Henry tem tanto charme que criou um lado especial que ainda não tínhamos visto em Sherlock.

Acho que as pessoas vão amar o fato de que é sobre uma família disfuncional, com problemas. Eles não se dão muito bem, mas são muito inteligentes e produtivos. É um jeito de revisitar Sherlock Holmes através da mãe, do irmão e da irmãzinha que nós nunca soubemos que ele tinha.

henry, sam e millie - ALEX BAILEY/Netflix - ALEX BAILEY/Netflix
Sherlock (Henry Cavill), Mycroft (Sam Claflin) e Enola (Millie Bobby Brown)
Imagem: ALEX BAILEY/Netflix
Continua depois da publicidade

Quem mais dá dor de cabeça para Enola não é Sherlock, é Mycroft. Depois do desaparecimento de Eudoria, mãe deles, a adolescente sai em busca da mãe contra a vontade do irmão mais velho e acaba esbarrando em um mimado lorde (Louis Partridge), que, sem querer, causa mais problemas ainda.

Mas a doçura do Lorde Tewksbury compensa tudo para o ator que o interpreta.

No começo, ele está um pouco perdido, navegando em um mundo que está mudando. Não tem apoio da família, mas conhece Enola, cresce e assume responsabilidades. Ele ainda tem aquele jeito, mas vira um personagem diferente.

O filme já está disponível na Netflix. Veja o trailer: