PUBLICIDADE
Topo

Marcelle Carvalho

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Giovanna Antonelli fala de 'O Clone': 'Sempre me reconhecem como Jade'

Giovanna Antonelli: atriz conta que guardou um lenço de Jade como recordação - divulgação/TV Globo
Giovanna Antonelli: atriz conta que guardou um lenço de Jade como recordação Imagem: divulgação/TV Globo
Conteúdo exclusivo para assinantes
Marcelle Carvalho

Marcelle Carvalho é jornalista que cobre, há duas décadas, o universo da televisão. Suas maiores paixões são novelas e séries, que serão abordadas aqui a partir da visão de quem vê e de quem faz.

Colunista do UOL

22/09/2021 04h00

Quando soube que "O Clone" (2001) voltaria à cena no "Vale a Pena Ver de Novo", imediatamente, o refrão da música "A Miragem" tomou conta da minha cabeça: "Somente por amor a gente põe a mão/No fogo da paixão, e deixa se queimar/ Somente por amor...". Gente, como esquecer o tema de amor de Jade e Lucas (Murilo Benício), composta pelo multi-instrumentista Marcus Viana? Até porque, tocava de cinco em cinco minutos na novela, não é? Fato é que o casal sensação da época e a música (boa) chiclete estarão no ar a partir de 4 de outubro.

Giovanna Antonelli é um pouco econômica ao relembrar sua personagem e a novela. Porém, reconhece que o sucesso de Jade ultrapassou nossas fronteiras.

Sempre alguém me reconhece como Jade, não importa em que lugar do mundo estou (risos). Tive vários personagens muito populares e, sem dúvida, essa é uma delas", afirma Giovanna.

Jade ficou tão popular que ditou moda. O que se via de gente usando roupas e acessórios da personagem pelas ruas, era impressionante. E aquele olho marcado com delineador preto? Até hoje há incontáveis 'aprenda a fazer a maquiagem da Jade' pela internet afora. Foi uma verdadeira febre. Inclusive, a própria atriz guardou uma lembrança da sua muçulmana:

Fiquei com um lenço lindo dela", conta Giovanna, que aponta a dança do ventre como mais uma lembrança forte do público.

Agora, imagina uma jovem de 25 anos, que nunca tinha viajado para o exterior, protagonizando uma novela das 21h e gravando cenas atrás de cenas no Oriente? As recordações, claro, são as melhores.

Nós nos divertíamos muito. Imagina ficar quase 50 dias, aos 20 e poucos anos, no Marrocos! Foi uma aventura! Mergulhar numa cultura diferente da sua traz magia, novas descobertas e um novo olhar. A junção do Oriente com o Ocidente trouxe muitos ingredientes saborosos pra minha Jade", constata Giovanna.

Acostumada a se ver em muitas reprises, a atriz afirma que não tem problemas com trabalhos antigos, tanto que vai assistir "O Clone" novamente.

Não vivo do que já passou, seria uma perda de tempo. E sempre que der, vou dar uma espiada na novela, que levo com muito carinho na minha trajetória."