PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Fefito

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Eliminação de Arthur é a única possibilidade de surpresa no final do 'BBB'

Arthur Aguiar no "BBB 22" - Reprodução/Globoplay
Arthur Aguiar no "BBB 22" Imagem: Reprodução/Globoplay
Conteúdo exclusivo para assinantes
Fefito

Fernando Oliveira, conhecido como Fefito, é formado em jornalismo e pós-graduado em direção editorial. Teve passagens pela IstoÉ Gente, Diário de S. Paulo, iG, R7. Atuou como apresentador do Estação Plural, da TV Brasil, Mulheres, da TV Gazeta, e Morning Show, da Jovem Pan.

Colunista do UOL

17/04/2022 15h55

Favorito desde a terceira semana de programa, Arthur Aguiar tem sobrevivido a paredões sempre que indicado. Desde que foi perseguido por Jade Picon, o ator só cresceu em popularidade e ganhou defesa ferrenha de fãs, que se empenham de todos os jeitos possíveis em sua permanência no jogo. A preferência popular foi tamanha que o desenrolar do "BBB 22" se tornou previsível até mesmo para os participantes confinados na casa mais vigiada do país. Mesmo sem muitas informações de fora, todos pareceram se conformar que o prêmio perdido.

No paredão deste domingo (17), no entanto, Arthur terá sua berlinda mais difícil, disputando com Jessilane, professora e última mulher do programa, a possibilidade de ficar na casa. Enquetes mostram que o resultado será apertado, ao contrário do que pensa o ator, que já declarou ao fazer as malas que estava apenas "cumprindo protocolo".

O que uma possível eliminação de Arthur indicaria não seria necessariamente o favoritismo de Jessi, mas o aumento da rejeição ao antes favorito. Nos últimos tempos, ele, que se comunica muito bem com o público, tem exagero nas discussões com amigos e no auto-isolamento, com intenção clara: fazer parecer que é perseguido ou excluído pelos companheiros. A audiência tem percebido. Não pegou muito bem essa tentativa de manipulação da narrativa a partir de cenas pensadas com estratégia.

Nesse sentido, a saída do marido de Maíra Cardi seria benéfica para a atração da Globo por um simples motivo: traria à tona a única possibilidade de surpresa na reta final do jogo. Do contrário, tudo seguirá previsível como antes.