PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Fefito

Globo tem quatro séries com gravações interrompidas por causa de pandemia

Fábio Assunção é um dos protagonistas de "Fim", baseada no livro de Fernanda Torres - Reprodução / Internet
Fábio Assunção é um dos protagonistas de "Fim", baseada no livro de Fernanda Torres Imagem: Reprodução / Internet
Conteúdo exclusivo para assinantes
Fefito

Fernando Oliveira, conhecido como Fefito, é formado em jornalismo e pós-graduado em direção editorial. Teve passagens pela IstoÉ Gente, Diário de S. Paulo, iG, R7. Atuou como apresentador do Estação Plural, da TV Brasil, Mulheres, da TV Gazeta, e Morning Show, da Jovem Pan.

Colunista do UOL

09/04/2020 09h50

Resumo da notícia

  • Emissora rodava quatro séries quando isolamento social começou
  • Globo tem ainda duas produções em fase de roteiro aguardando início dos trabalhos
  • Elenco seguirá reservado para as produções e preservará visual para personagens

Não é só o calendário de novelas que foi afetado pela pandemia do coronavírus. Na Globo, há pelo menos três séries com trabalhos interrompidos por causa da pandemia. A mais afetada, até agora, é "O Anjo de Hamburgo", coprodução internacional, com parte do elenco formado por estrangeiros e rodada também no exterior. Sophie Charlotte e Rodrigo Lombardi rodaram cenas sob direção de Jayme Monjardim em Buenos Aires, na Argentina, e já estavam na metade dos trabalhos. Cenas ambiciosas com muitos figurantes chegaram a ser canceladas.

Agora, a Globo terá que rever os planos de lançamento do seriado em conjunto com a Sony, uma vez que ela seria colocada no ar também no mercado internacional.

Outra série que teve os trabalhos interrompidos é "Mal Secreto", inspirada no trabalho do psiquiatra forense Guido Palomba, especialista na mente de assassinos. Estrelada por Sérgio Guizé, a trama traz ainda nomes como Tainá Muller e Vivianne Araújo e estava na fase inicial, após as leituras conjuntas. Bem avaliados, os roteiros garantiram uma segunda temporada para a produção antes mesmo da estreia.

"Fim", baseada no romance de estreia de Fernanda Torres, estava rodando suas cenas há semanas. Com elenco numeroso e encabeçado por nomes como Fábio Assunção, David Júnior, Marjorie Estiano, Bruno Mazzeo e Alessandra Negrini, a série deve acabar tendo a estreia movida para 2021.

O mesmo ocorreu com "Aruanas", que rodava sua segunda temporada e aguardava a chegada de Taís Araújo após o final de "Amor de Mãe". Com a suspensão da novela, a atriz terá de se dedicar aos dois folhetins praticamente ao mesmo tempo. A orientação da Globo é que os atores não promovam mudanças de visual nesse período de pausa, para poderem voltar aos personagens.

O coronavírus não mexeu, por enquanto, com a agenda de gravações de "Sob Pressão". Prevista para retornar ao ar no ano que vem, a produção tem os roteiristas concentrados nos textos dos novos episódios e trabalhando de casa. As filmagens devem ser iniciadas no segundo semestre.

Outra coprodução entre Globo e Sony, "Rio Connection" deve seguir os mesmos passos de "Sob Pressão", com roteiros desenvolvidos remotamente. A trama contará a história real de uma quadrilha do crime organizado europeu que elegeu o Brasil como o mais importante e estratégico hub para o escoamento de heroína para os Estados Unidos na década de 1970. A agenda também terá de ser adaptada por causa da pandemia.