Chico Barney

Chico Barney

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
Opinião

Luccas Neto é o caminho certo para SBT superar o sumiço do Chaves

Surpreendente e admirável a movimentação do SBT de trazer personalidades de grande prestígio na internet para sua grade de programação. Excelsas figuras como Virgínia podem ajudar a acelerar um necessário e urgente processo de recuperação do prestígio da TV aberta.

Luccas Neto foi anunciado nesta semana como outro reforço diretamente do YouTube rumo ao Anhanguera. Um fenômeno plenamente consolidado há anos na internet, conseguiu construir um império com seu conteúdo voltado para o público infantil. Filmes, séries e novelinhas que fazem tanto sucesso que chegaram a mudar o sotaque das crianças portuguesas.

Neto é o caminho certo para o SBT finalmente superar a perda do Chaves. Já faz alguns anos que o detentor dos direitos da série mexicana tirou os episódios originais e circulação —dizem que pretende esperar a poeira baixar para daqui um tempo lançar um remake.

Chaves e Chapolim eram curingas clássicos na programação da emissora. Quando algo ia mal, era rapidamente substituído pelas criações de Roberto Bolaños, independentemente do horário.

O conteúdo de Luccas Neto possui o mesmo vigor leve e pueril do hit setentista da Televisa. É de fácil absorção, com personagens marcantes e uma base de fãs gigantesca. Ou seja, não é uma aposta do zero no SBT.

Por maior que seja o engajamento nas redes, a visibilidade da TV aberta ajuda a furar bolhas e chegar em ainda mais gente. Além disso, o fato de já existir uma vasta audiência recorrente pode ajudar a criar um senso de pertencimento muito importante para esse tipo de produto.

Assim como hoje em dia tem um monte de adulto falando que "bom mesmo era na época do Chaves", é questão de tempo até que executivos de empresas ocupem o happy hour das firmas tecendo comentários nostálgicos sobre como "o mundo era melhor na época do Luccas Neto no SBT".

Além de apresentar um programa semanal, a emissora também adquiriu os direitos para exibir as produções de sua empresa, a Luccas Toon. Tanto Luccas Neto quanto a emissora devem se beneficiar bastante disso.

Agora vamos descobrir se a audiência da TV aberta tem paciência com ele. Entendeu? Quis encerrar o texto com uma referência a um bordão famoso do Chaves, "ninguém tem paciência comigo". Gostou? Não contavam com a minha astúcia. Ah! Percebeu o que eu fiz agora?

Continua após a publicidade

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes