PUBLICIDADE
Topo

Cinco filmes para conhecer a Nova York violenta dos anos 70 e 80

Dennis P Hallinan/UNIC NA/Getty Images
Imagem: Dennis P Hallinan/UNIC NA/Getty Images
André Barcinski

André Barcinski é jornalista, roteirista e diretor de TV. É crítico de cinema e música da ?Folha de S. Paulo?. Escreveu sete livros, incluindo ?Barulho? (1992), vencedor do prêmio Jabuti de melhor reportagem. Roteirizou a série de TV ?Zé do Caixão? (2015), do canal Space, e dirigiu o documentário ?Maldito? (2001), sobre o cineasta José Mojica Marins, vencedor do Prêmio do Júri do Festival de Sundance (EUA). Em 2019, dirigiu a série documental ?História Secreta do Pop Brasileiro?.

Colunista do UOL

05/08/2020 10h29

Resumo da notícia

  • A Netflix exibe a série documental "Nova York Contra a Máfia". Aqui vão cinco filmes para conhecer a Nova York violenta dos anos 70 e 80

A Netflix exibe "Nova York Contra a Máfia", boa minissérie documental em três episódios sobre o processo de desmantelamento, pelo FBI, das cinco principais famílias da máfia italiana em Nova York, em meados dos anos 1980.

Quem anda hoje - bom, não hoje, especificamente, devido à pandemia, mas você entende o que quero dizer - por Nova York, com as ruas lotadas de turistas e Times Square parecendo uma filial da Disney, tem dificuldade de entender o que era a Nova York de 30 ou 40 anos atrás: uma cidade suja, violenta e à beira do colapso financeiro.

Selecionei cinco excelentes filmes - documentais e de ficção - que dão uma boa ideia de como era a Grande Maçã nos anos 70 e 80. E tentei fugir de filmes muito conhecidos como "Taxi Driver", "Caminhos Violentos", "Perdidos na Noite" e "Faça a Coisa Certa".

Once Upon a Time in New York: The Birth of Hip Hop, Disco and Punk (Benjamin Whalley, 2007)

A violência e pobreza de Nova York nos anos 1970 transformaram bairros em verdadeiras ruínas, com prédios abandonados e muita gente deixando a cidade para morar em lugares menos ameaçadores. Mas o declínio da cidade também colaborou com o surgimento de três gêneros musicais importantes e contemporâneos: o hip hop, a discoteca e o punk. Esse fascinante documentário da BBC conta como a Grande Maçã foi o cenário ideal para o aparecimento dessa música que apelava a todo tipo de rebeldes e malucos em geral.

O Rei de Nova York (Abel Ferrara, 1990)

Christopher Walken faz um chefão em um dos melhores filmes sobre a Máfia já feitos. E que elenco: Laurence Fishburne, David Caruso, Wesley Snipes, Giancarlo Esposito. Está disponível na íntegra no Youtube, com legendas em espanhol.

O Ano Mais Violento (JC Chandor, 2014)

Um dos melhores dramas policiais dos últimos anos: JC Chandor encarna Sidney Lumet nesse filmaço sobre um casal, interpretado por Oscar Isaac e Jessica Chastain, donos de uma distribuidora de óleo para aquecedores domésticos, que se vê vítima de sabotagem de empresas rivais em 1981, um dos anos mais violentos da história de Nova York.

NY77: The Coolest Year in Hell (Henry Corra, 2007)

Documentário sobre o ano de 1977, em que Nova York estava apavorada pelos crimes do temido assassino serial "Filho de Sam" e teve de lidar com um blecaute que durou dois dias e causou saques e roubos em toda a cidade. Disponível na íntegra - mas sem legendas - no Youtube.

Rubble Kings (Shan Nicholson, 2015)

Se você viu "Warriors - Os Selvagens da Noite", de Walter Hill, e achou que as gangues fantasiadas que aterrorizavam Nova York, ao melhor estilo "Laranja Mecânica", fossem obra de ficção, talvez esse documentário mude sua ideia. O filme conta a história da guerra de gangues que assolava o Bronx nos anos 1970, e tem imagens de arquivo que parecem cenas de ficção pós-apocalíptica. Imperdível.

Uma ótima semana a todos.

Visite meu site: andrebarcinski.com.br

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.