PUBLICIDADE
Topo

Aline Ramos

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Rejeitada pelo público, Viih Tube teve atuação digna de Oscar no BBB 21

Reprodução/Globoplay
Imagem: Reprodução/Globoplay
Aline Ramos

Aline Ramos é jornalista, mas tá mais pra palpiteira, por isso cria conteúdo na internet desde 2014. Você com certeza já fez algum teste dela no BuzzFeed, onde foi redatora por dois anos. É especialista em diversidade e dá consultoria para marcas em temas como raça e gênero. Mas o que ama mesmo é escrever sobre entretenimento e dar opinião sobre tudo, se bobear até sobre a sua vida.

Colunista do UOL

25/04/2021 22h58

Em noite de premiação do Oscar, a atriz Viih Tube foi eliminada do BBB 21 com 96,69% dos votos. Gênia incompreendida, a youtuber merecia muito mais. Viih deveria ter ganhado um Oscar por sua participação no reality.

O tamanho da rejeição só prova como Viih Tube foi bem-sucedida em sua missão dentro do BBB. Ela conseguiu despertar ódio em uma nação que não aguentava ver seu sucesso dentro da casa. A youtuber fez de tudo para nos entreter nas últimas semanas e merece esse reconhecimento.

É fato que o melhor jogador do BBB é aquele que recebe o prêmio final. Com a alteração do perfil dos participantes, também mudaram os objetivos dentro do jogo. Há quem busque o prêmio, mas também há aqueles que estão atrás de popularidade, guinada na carreira, evolução pessoal e um Instagram bombado.

Viih Tube não conseguiu o prêmio final, mas provou para o país inteiro que pode brilhar muito como atriz. Ela demonstrou que é capaz de improvisar, se adaptar a diferentes situações, se entregar às mais diversas emoções e convencer qualquer um sobre qualquer coisa.

Chamar Viih Tube apenas de falsa é ignorar o seu talento. Uma jogadora tão comprometida com o jogo não deveria ser tratada dessa forma. A youtuber começou o programa como uma menina inocente e saiu como uma vilã digna de novela. Se o BBB tivesse um Oscar, Viih Tube com certeza seria premiada.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL