PUBLICIDADE
Topo

Morre aos 73 o estilista Thierry Mugler, autor de silhuetas estruturadas de Gaga, Beyoncé e Kim Kardashian

O estilista francês Manfred Thierry Mugler - Reprodução/Instagram
O estilista francês Manfred Thierry Mugler Imagem: Reprodução/Instagram

da RFI

24/01/2022 09h27

O estilista francês Thierry Mugler, que brilhou no mundo da moda dos anos 1980 e continuou a encantar estrelas internacionais com suas roupas espetaculares de silhuetas marcadas, morreu neste domingo (23), aos 73 anos, de "morte natural", anunciou a assessoria do costureiro à AFP.

O falecimento de Mugler também foi informado através de um comunicado de imprensa publicado na conta oficial do Facebook do estilista.

De acordo com seu assessor de imprensa, Jean-Baptiste Rougeot, a morte do estilista, que desde 2013 passou a assinar Manfred Thierry Mugler, ocorreu inesperadamente na tarde de domingo. Ele estava desenvolvendo projetos e deveria anunciar novas colaborações no início desta semana, disse Rougeot.

As homenagens começaram a chegar durante a noite de domingo. "Você mudou nossa percepção de beleza. (...) Seu legado é algo que carrego comigo em tudo o que faço", escreveu o diretor criativo de Mugler, o americano Casey Cadwallader, no Instagram.

Criações de Thierry Mugler (Coleções "Os insetos", primavera-verão 1997, "Superstar", primavera-verão 1991, e "Espiral futurista", outono-inverno 1979-1980)   - Patrice Stable / Luigi & Iango / Peter Knapp - Patrice Stable / Luigi & Iango / Peter Knapp
Criações de Thierry Mugler (Coleções "Os insetos", primavera-verão 1997, "Superstar", primavera-verão 1991, e "Espiral futurista", outono-inverno 1979-1980)
Imagem: Patrice Stable / Luigi & Iango / Peter Knapp

A cantora Diana Ross compartilhou no Twitter uma foto com o estilista francês durante um de seus desfiles em Paris em 1990, com as seguintes palavras: "Sentirei sua falta, Thierry Mugler, foi um momento maravilhoso em nossas vidas".

"Descanse em paz, Thierry Mugler", escreveu a cantora Beyoncé em seu site, em uma foto em preto e branco de um sorridente Thierry Mugler. "Muito triste. Mugler era um gênio", escreveu a atriz Jennifer Tilly.

Iza, de Mugler - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Iza, de Mugler
Imagem: Reprodução/Instagram

Silhuetas estruturadas

Nascido em Estrasburgo, nordeste da França, em 21 de dezembro de 1948, Thierry Mugler chegou a Paris aos 20 anos e criou sua própria marca "Café de Paris" em 1973, antes de fundar a griffe "Thierry Mugler" um ano depois.

Suas silhuetas estruturadas e sofisticadas rapidamente se impuseram. A "mulher Mugler", com ombros acentuados, decotes profundos e cinturas marcadas, percorreu o mundo, de Jerry Hall, modelo texana e ex-mulher de Mick Jagger, a Kim Kardashian.

Kim Kardashian em criação de Manfred Thierry Mugler - Reprodução/Instagram Manfred Thierry Mugler - Reprodução/Instagram Manfred Thierry Mugler
Kim Kardashian em criação de Manfred Thierry Mugler
Imagem: Reprodução/Instagram Manfred Thierry Mugler

Mugler foi o pioneiro, ainda nos anos 1970, em transformar desfiles de moda em grandes espetáculos. Mais tarde se dedicou à criação de perfumes; seu primeiro produto feminino, "Angel", lançado em 1992, fez muito sucesso, chegando a disputar o primeiro lugar em vendas com o mítico N°5, de Chanel.

Cardi B com criação de Mugler - Reprodução/Instagram Manfred Thierry Mugler - Reprodução/Instagram Manfred Thierry Mugler
Cardi B com criação de Mugler
Imagem: Reprodução/Instagram Manfred Thierry Mugler

Suas coleções de moda também marcaram o mundo político, como em 1985, quando o então ministro da Cultura francês Jack Lang causou polêmica na Assembleia Nacional por causa de seu terno de gola Mao, assinado Mugler, usado sem gravata.

Alta-costura para nova geração

Thierry Mugler se aposentou da moda em 2002, mas ícones da cultura pop de hoje, como Lady Gaga, Beyoncé e Kim Kardashian, ainda usam seus modelos vintage para ocasiões especiais.

Thierry Mugler vestiu David Bowie desde o final dos anos 1970 - Silvano Mendes / RFI - Silvano Mendes / RFI
Thierry Mugler vestiu David Bowie desde o final dos anos 1970
Imagem: Silvano Mendes / RFI

Em setembro de 2021, para a inauguração da exposição "Thierry Mugler, Couturissime" no Museu de Artes Decorativas de Paris, a rapper americana Cardi B posou ao lado do estilista vestida com uma de suas criações espetaculares - um vestido vermelho de paetês e plumas.

"Mugler queria romper com a ideia de que a alta-costura que correspondia a uma elite e mostrar que ela também poderia ser usada por jovens, não apenas em noites de gala", declarou à época AFP Thierry-Maxime Loriot, curador da exposição, originalmente produzida pelo Museu de Belas Artes de Montreal.

Beyoncé veste Manfred Thierry Mugler - Reprodução/Instagram Manfred Thierry Mugler - Reprodução/Instagram Manfred Thierry Mugler
Beyoncé veste Manfred Thierry Mugler
Imagem: Reprodução/Instagram Manfred Thierry Mugler

Em 2013, o estilista lançou em Paris o teatro de revista "Mugler Follies" inspirado nos shows de cabaré. Na ocasião, Mugler declarou que há muito tempo queria criar um espetáculo repleto de "liberdade artística, alegre, onde tudo é possível".

"Eu não sinto falta de moda", explicou então. "Eu faço muito mais agora: arquitetura, design, produção, direção... Quando eu era designer, oferecia uma encenação diária aos clientes. Agora é uma narração, uma história, shows, filmes... ", disse Mugler.