PUBLICIDADE
Topo

Truque dos espelhos: eles ampliam e deixam mais clara a sala de estar; veja

Espelhos são recurso de decoração bem útil na sala de estar - Getty Images/iStockphoto
Espelhos são recurso de decoração bem útil na sala de estar Imagem: Getty Images/iStockphoto

Silvia Montico

Colaboração para Nossa

29/04/2022 04h00

Escolher um espelho para a sala de estar pode ser uma solução valiosa para trazer mais amplitude ao cômodo, especialmente para quem mora em espaços reduzidos. Além disso, o espelho também é capaz de trazer uma sensação de que o ambiente é mais claro e ainda deixá-lo aconchegante.

Segundo a arquiteta Juliana Gomes Barreto, existem vários tamanhos, tipos e usos para uma sala de estar, e o que vai determinar o tipo de espelho ideal é o tipo de atmosfera que se deseje criar.

A arquiteta divide os espelhos em duas categorias: os funcionais e os decorativos.

Espelho atrás da mesa de jantar - Getty Images - Getty Images
Espelho atrás da mesa de jantar
Imagem: Getty Images
Composição de espelhos decorativos - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Composição de espelhos decorativos
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Os primeiros são aqueles que ficam na entrada da casa para conferir o look antes de sair ou aqueles maiores atrás da mesa de jantar para ampliar o espaço.

Já os decorativos podem ser os menores e fazer parte de uma composição com outros espelhos e itens decorativos na parede. Neste grupo, segundo Juliana, ainda entram aqueles únicos que são um pouco maiores e que costumam ficar acima de um aparador ou carrinho que abrigue o cantinho do café ou bar.

Onde não colocar espelho na sala

Para a arquiteta, apesar das possibilidades serem diversas, um local que não é interessante colocar um espelho na sala de estar é atrás de uma TV ou mesa de trabalho. "Isso vai evitar que o foco do usuário fique no espelho e não na atividade principal", diz.

Além do local, é interessante pensar na área que esses espelhos ocupam, pois um ambiente muito espelhado pode ficar desconfortável.

Quer ampliar ambientes? Aposte em espelhos maiores - Spacejoy/Unsplash - Spacejoy/Unsplash
Quer ampliar ambientes? Aposte em espelhos maiores
Imagem: Spacejoy/Unsplash

Uma das principais dúvidas é definir o tamanho ideal de espelho para sala de estar. E esta resposta, de acordo com a especialista, vai variar com a função que a peça deve ter no ambiente.

Os espelhos maiores têm mais destaque e não precisam obrigatoriamente de uma composição. Já os modelos pequenos para não ficarem 'perdidos', podem compor com outros itens de parede ou ficarem mais próximos dos móveis", salienta.

Em resumo: quem quer um espelho para se arrumar ou aumentar a sala, deve apostar nos modelos grandes. Já para a decoração, o ideal é pensar na composição da parede com um todo, mesclando o uso de espelhos pequenos com outros itens, como quadros, placas, vasos de parede, entre outros adornos decorativos.

Para decorar com espelhos, pense em toda a composição da parede - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Para decorar com espelhos, pense em toda a composição da parede
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Ângulos

Inclinar o espelho ou não inclinar, eis a questão. Para Juliana, apesar de não existirem regras para a composição, os ângulos de inclinação das peças em relação à parede causarão sensações diferentes aos ambientes.

Escolha do ângulo dos espelhos dependerá da intenção do morador - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Escolha do ângulo dos espelhos dependerá da intenção do morador
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Segundo a especialista, os espelhos que são fixados na parede podem ficar a 90° mesmo. Já os que são apoiados no chão ou em móveis podem ficar inclinados, assim a imagem que eles refletem será jogada para uma área um pouco acima da linha dos olhos, ficando menos invasivo.

"Isso tudo vai depender da intenção ao colocá-lo no ambiente", afirma.

Efeito janela

Quem sofre com os espaços reduzidos de apartamentos, pode usar espelhos em grandes formatos para criar o "efeito janela".

Os modelos que ocupam a parede toda ou uma boa parte dela criam uma espécie de uma nova janela, que vai aumentar a sensação de amplitude dependendo do espaço a ser refletido no espelho. Quanto maior for a distância entre a parede que está o espelho e a que está refletida, maior será a sensação de amplitude.

Grandes espelhos, bem posicionados, criam um "efeito janela" - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Grandes espelhos, bem posicionados, criam um "efeito janela"
Imagem: Getty Images/iStockphoto

E quanto maior for o espelho, mais coisas ele vai refletir, fazendo com que o ambiente pareça maior.

Outro ponto importante é escolher a altura que o espelho ficará do chão.

Quando o espelho fica no hall de entrada, por exemplo, o interessante é posicioná-lo em uma altura que dê para ver o corpo todo dos moradores da casa, recomenda Juliana. Já se forem um pouco menores, pelo menos do tronco para cima ou o rosto. "E a definição vai depender da altura das pessoas que vivem ali", diz.

Altura dos moradores também deve ditar o posicionamento dos espelhos da sala - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Altura dos moradores também deve ditar o posicionamento dos espelhos da sala
Imagem: Getty Images/iStockphoto

No caso de espelhos decorativos, a dica é colocar o centro na altura dos olhos, na altura que é indicada para quadros, normalmente com o eixo a cerca de 1,60 metro do piso.

Se for uma composição de diversos espelhos decorativos não há uma altura exata, depende do arranjo com os outros elementos", frisa a arquiteta.

Atenção às molduras

Depois de definir o tipo de espelho para sala, é hora de escolher as molduras. E o tópico pede a atenção de quem quer criar um ambiente harmonioso.

Moldura do espelho deve ser coordenada com materiais e cores do ambiente - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Moldura do espelho deve ser coordenada com materiais e cores do ambiente
Imagem: Getty Images/iStockphoto

A dica é observar quais são os materiais dos outros itens da sala: cadeiras, mesas ou outros móveis e ter algum ponto em comum com eles. Pode ser a madeira ou o metalizado no mesmo tom de um pé de algum móvel ou até o mesmo material das molduras dos outros quadros ou itens decorativos da parede.

Outro jeito de obter uma decoração que dialogue entre si é manter a harmonia pela forma, apostando por exemplo em vários itens redondos ou arredondados juntos.

Não acredito muito em regras para materiais, às vezes o próprio espelho é protagonista e único e se torna a peça centra e de mais destaque do ambiente", completa.