PUBLICIDADE
Topo

Elizabeth 2ª tem túnel secreto que liga palácio a bar favorito da realeza

A rainha Elizabeth, fã de gin martini, teria acesso fácil ao bar do Duke"s Hotel - Getty Images
A rainha Elizabeth, fã de gin martini, teria acesso fácil ao bar do Duke's Hotel Imagem: Getty Images

De Nossa

19/10/2021 11h10

Nem só de chá vive Elizabeth 2ª. Ao menos, é o que indica a arquitetura de uma de suas residências oficiais, o Palácio de St. James.

Segundo Jack Brooksbank, marido de uma das netas da rainha, a princesa Eugenie, há um túnel secreto que liga o palácio ao Duke's Bar, um dos bares históricos de Londres.

Jack, que fez a revelação ao colunista real Richard Eden, do "Daily Mail", viveu com Eugenie em St. James por dez anos, até o casamento dos dois em 2018, quando se mudaram para Windsor. Ele lamentou ao colunista que nunca chegou a usar o túnel, "mas adoraria", e não chegou a entregar, infelizmente, se a rainha frequenta o local.

Palácio de St. James, em Londres, uma das residências oficiais de Sua Majestade - iStock/Getty Images - iStock/Getty Images
Palácio de St. James, em Londres, uma das residências oficiais de Sua Majestade
Imagem: iStock/Getty Images

O Duke's Bar fica dentro do luxuoso hotel-boutique cinco estrelas Duke's Hotel e é famoso entre a realeza e a aristocracia britânica. Localizado em frente a Clarence House, residência oficial do príncipe Charles, dedica seus quartos, obras de arte e cardápios a membros da família real britânica que fizeram história.

Diversos veículos da imprensa britânica atribuiram ao hotel, ao longo dos anos, uma série de frequentadores ilustres: Oscar Wilde teria escrito algumas de suas obras nas suas dependências, enquanto Chopin compunha.

Mais recentemente, Ian Flemming teria se inspirado e eternizado o Duke's ao compor James Bond no bar. O martini favorito do agente secreto teria sido tirado da carta da casa.

Duke's Bar, lendário em Londres por ser um dos favoritos da aristocracia e da realeza - Divulgação - Divulgação
O lendário Duke's Bar, um dos favoritos da aristocracia e da realeza britânica
Imagem: Divulgação

E por falar em martini, a rainha seria fã do coquetel também, mas de sua versão com gin, como revelou o ex-chef do palácio de Buckingham, Darren McGrady, a CNN em 2017.

Sua Majestade também tem predileção por Dubonnet, um vinho de aperitivo mais adocicado, e por gin e tônica. No entanto, ela é comedida e jamais ultrapassa a marca de quatro drinques por dia, garantiu o ex-funcionário.