PUBLICIDADE
Topo

Emmy 2021: extravagante se destaca em meio a looks mais óbvios

Emma Corrin | Miu Miu - Getty Images
Emma Corrin | Miu Miu Imagem: Getty Images

Gustavo Frank

De Nossa

20/09/2021 09h50

A edição de 2021 do Emmy, que premia as melhores produções para a televisão, aconteceu na noite de ontem em Los Angeles, nos EUA. Depois de um show de extravagâncias no recente Met Gala, o tapete vermelho do evento mostrou looks mais clássicos e poucos foram aqueles que, de fato, chamaram a atenção pela ousadia.

O mais inusitado deles foi vestido por Emma Corrin. A nossa princesa Diana de "The Crown" surpreendeu ao aparecer na premiação com uma peça da Miu Miu, que parecia ter feito com que ela tivesse saído dos tempos medievais aos atuais. O vestido, que cobria seu corpo como um cilindro, foi um das declarações de moda mais fortes do red carpet. Mas não por si só.

Com um tom bege pálido, o look se destacou pela escolha dos acessórios: luvas que subiam por quase todo o seu braço, com garras implantadas nos dedos, e uma touca que prendia todo o cabelo — sendo esse último uma peça que poderia ser utilizada na série "The Handmaid's Tale".

Emma Corrin | Miu Miu - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Emma Corrin | Miu Miu
Imagem: Reprodução/Instagram
Emma Corrin | Miu Miu - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Emma Corrin | Miu Miu
Imagem: Reprodução/Instagram

Em diferentes proporções, o extravagante se fez presente também na grande estrela do Emmy, Michaela Coel. A atriz e roteirista de "I May Destroy You" vestia um Christopher John Roger em amarelo neon. Os sapatos na mesma cor e uma grande cauda, arrematada por um laço, elevavam o visual para outro nível.

Michaela Coel | Christopher John Roger  - Getty Images - Getty Images
Michaela Coel | Christopher John Roger
Imagem: Getty Images

Não menos importante, Anya Taylor-Joy, de "O Gambito da Rainha", vestiu um Dior típico de tapete vermelho. Com recortes no busto, a peça mais clássica ganhou um toque a mais com uma capa que criava uma extensão ao vestido digna de uma "rainha do xadrez", como propõe sua personagem na trama da Netflix.

Anya Taylor-Joy | Dior - Getty Images - Getty Images
Anya Taylor-Joy | Dior
Imagem: Getty Images

O clássico

Sarah Paulson | Carolina Herrera - Getty Images - Getty Images
Sarah Paulson | Carolina Herrera
Imagem: Getty Images

Entre os looks mais clássicos, o que trazia um pouco mais de exuberância era o vestido de Sarah Paulson. A peça de Carolina Herrera se destacava entre os demais por trazer tecidos bufantes, desde a parte inferior até as mangas, como se incentivasse o distanciamento social.

Com uma aura celestial, Elizabeth Olsen apareceu com um longa que cobria praticamente todo o seu corpo, com exceção do decote em V, da marca The Row.

Usando uma peça da mesma cor, Gillian Anderson vestia um Chloe tímido, que ganhava vida com os pendulados que faziam sobreposição a barriga e a parte inferior do look.

Elizabeth Olsen | The Row  - Getty Images - Getty Images
Elizabeth Olsen | The Row
Imagem: Getty Images
Gillian Anderson | Chloe - Getty Images - Getty Images
Gillian Anderson | Chloe
Imagem: Getty Images

Os vestidos mais sedutores ficaram por conta de Kerry Washington e MJ Rodriguez. O metalizado decotado foi a aposta da primeira delas, que criou silhueta ao corpo com o uso de um espartilho, na mesma cor.

Já Rodriguez, a primeira mulher trans a ser indicada a uma categoria principal no Emmy, mostrou a pele com a peça do Atelier Versace, o qual trazia uma fenda e uma alça única em um dos ombros.

Kerry Washington | Etro - Getty Images - Getty Images
Kerry Washington | Etro
Imagem: Getty Images
MJ Rodriguez | Atelier Versace - Getty Images - Getty Images
MJ Rodriguez | Atelier Versace
Imagem: Getty Images

Retorno do preto

Ellen Pompeo | Elie Saab - Getty Images - Getty Images
Ellen Pompeo | Elie Saab
Imagem: Getty Images
Kathryn Hahn | Lanvin - Getty Images - Getty Images
Kathryn Hahn | Lanvin
Imagem: Getty Images

Os vestidos pretos, mais discretos, há um tempo não marcam tanta presença nos red carpets. Dessa vez, essas peças ainda ficaram para trás. Foi a vez dos macacões e calças.

Ellen Pompeo, a protagonista da série "Grey's Anatomy", surgiu com um macacão da Elie Saab, que dava forma ao corpo com linhas prateadas que criava um "esqueleto" com linhas prateadas. A ombreira e as pernas mais largas também estavam presentes.

De Lanvin, Kathryn Lanvin juntou um top e calças pretos discretos, que ganharam um destaque tímido com o uso de um cinto em tamanho maximizado.

Tons de azul

Dan Levy | Valentino - Getty Images - Getty Images
Dan Levy | Valentino
Imagem: Getty Images
Jason Sudeikis | Tom Ford - Getty Images - Getty Images
Jason Sudeikis | Tom Ford
Imagem: Getty Images

Na moda masculina, o uso de ternos nas cores azuis foi a grande tendência — embora o preto e branco também tenha se feito presente, ainda além, predominado como de costume.

Dan Levy, de Valentino, e Jason Sudeikis, de Tom Ford, foram os responsáveis pelos looks menos monótonos dos homens.

Josh O'Connor | Loewe - Getty Images - Getty Images
Josh O'Connor | Loewe
Imagem: Getty Images

Por fim, Josh O'Connor, o príncipe Charles de "The Crown", deu um toque especial à gravata preta na marca de luxo Loewe, com lapelas de bico sutilmente viradas para baixo.

O terno do ator é da Loewe, labem a qual ele tem uma relação há um tempo e marca presença em todos os looks usados por ele nos tapetes vermelhos. Assim como Emma Corrin, Harry Lambert é o stylist responsável pelos seus visuais. O profissional é o responsável também pelos figurinos do cantor Harrry Styles.