PUBLICIDADE
Topo

Apê de 58 m² ganha estilo rústico e muita personalidade gastando pouco

Sala de estar do apartamento de Janice - Arquivo Pessoal
Sala de estar do apartamento de Janice Imagem: Arquivo Pessoal

Carol Scolforo

Colaboração para Nossa

13/05/2021 04h00

Antes da pandemia, Janice Beilke Kuntz vivia a fervida agenda de quem trabalha com eventos: mal tinha tempo para curtir o recém-comprado apartamento de 58 m² em Santa Cruz do Sul (RS). Quando o mundo se fechou, ela — e tanta gente — achava que seriam só alguns dias e voltaríamos todos à vida normal. Mas não. Dias e horas passavam e ela olhava as paredes brancas, nuas, à espera de poder gastar algum dinheiro para personalizá-lo.

Semanas se passaram e ela resolveu fazer sua própria revolução e não esperar mais. "No começo eu lia o dia todo. Nessa época já estava pirando e comecei a ver nos armários o que eu tinha e poderia usar", conta. Encontrou tinta verde e a parede da sala mudou completamente. Quem olha acha que ela gastou muito, mas Janice garante que não.

Meu apartamento é uma falcatrua (risos). Tudo o que tem nele eu ganhei de alguém, encontrei ou estava escanteado na minha família."

Janice Beilke Kuntz - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Janice Beilke Kuntz
Imagem: Arquivo Pessoal

Móveis de família

Cozinha do apartamento de Janice - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Cozinha do apartamento de Janice
Imagem: Arquivo Pessoal

A cômoda veio dos meus bisavós e se tornou balcão da pia. Deles também veio uma moldura antiga e a geladeira que é a estrela do apartamento, mas na verdade é um armário. "Estava detonada, minha mãe achava horrível. Restauramos e ficou linda. Sem ela não teria cozinha."

Janice na cozinha do apê - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Janice na cozinha do apê
Imagem: Arquivo Pessoal
Tijolinhos e plantas decoram espaço - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Tijolinhos e plantas decoram espaço
Imagem: Arquivo Pessoal

Os tijolinhos foram assentados por Janice, que garante que o suor é seu aliado para não gastar tubos de dinheiro.

"O apê foi ganhando um clima rústico meio sem querer. Meu namorado fez a estante de livros pra mim. Daí foi a minha vez de pegar a serra tico-tico e fazer meus móveis, como os criados-mudos e o balcão do banheiro. Depois, fiz uma penca de corações para decorar."

Estante de livros na sala de estar do apartamento - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Estante de livros na sala de estar do apartamento
Imagem: Arquivo Pessoal

Uma penca que mudou tudo

Mesa de jantar decorada com planta - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Mesa de jantar decorada com planta
Imagem: Arquivo Pessoal
Hall do apartamento - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Hall do apartamento
Imagem: Arquivo Pessoal

Sim, essa penca de corações de madeira foi a virada de chave na vida de Janice. Os amigos começaram a encomendar e a marcenaria se tornou sua profissão inventada, assim, no meio de um momento sem esperança. Agora ela vive disso e não pretende voltar à vida anterior de eventos tão cedo.

"É um processo. Antes estava sempre frustrada porque não tinha dinheiro para mudar o apartamento. Com o tempo vi que podemos encontrar coisas na natureza e transformar, reutilizar coisas que já estão aqui, evitando comprar pronto e pagar caro."

Quarto de Janice - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Quarto de Janice
Imagem: Arquivo Pessoal
Banco de marcenaria no cômodo - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Banco de marcenaria no cômodo
Imagem: Arquivo Pessoal

No instagram @ap_JBK ela mostra sua rotina de marceneira nos stories e no feed, o apartamento que mudou sua história. "Gosto de mudar as coisas de lugar, amo redecorar. Criei o perfil para me refugiar. Era lá que eu não tinha risco de vender meu imóvel, era minha bolha cor-de-rosa. Inesperadamente, se tornou uma fonte de renda", conta.

A próxima aventura? Fazer o próprio closet, ela mesma. Depois de tantas reinvenções, ninguém duvidaria de sua força.

Dicas da Janice para ter um lar com a sua cara

Cacho de corações - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Cacho de corações
Imagem: Arquivo Pessoal
Detalhes do artesanato com madeira - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Detalhes do artesanato com madeira
Imagem: Arquivo Pessoal

  • Garimpe e use tudo o que você tiver em casa, sempre. Foi assim que Janice conseguiu fazer as mudanças em seu apê, gastando o mínimo possível.
  • Não tenha medo de furar paredes. "Tanta gente tem medo de furar, e sempre digo que não precisa ter. A parede era toda furada aqui, eu tapei com massa e agora tá pronta para outras mudanças."
  • Ponha a mão na massa. "Parece uma dica óbvia, mas não é. O instagram está cheio de inspiração e de gente que ajuda a encorajar a fazer isso. Sair da zona de conforto é bom."
  • Não tenha medo de errar. "Olhando assim ninguém diz, mas eu tive 300 erros, antes de acertar a mão. Não sou decoradora. Compro uma tinta e tenho que testar 4 vezes até dar certo o tom, mas continuo tentando e comprando o potinho pequeno para testar."
  • Saiba que tudo é um processo. "Não dá pra fazer tudo de uma vez só. E no começo a gente vai descobrindo e apurando nosso gosto, nosso estilo."
  • Quer trabalhar com madeira? "Comece com uma serra tico-tico e uma grosa, com essa dupla você faz maravilhas. Cortamos tudo dentro do apartamento mesmo no começo. E deu certo."

@s que me inspiram

@no__lar

"Digo sempre que Danúbia é minha “sister de gambiarras”. Quando soube, ela estava se inspirando no meu apê para fazer o banheiro dela. O perfil dela é ótimo, também chamo ela de deusa-transformer (risos)".

@sixat21

"Olhando para este perfil me motivei a fazer as coisas eu mesma, na minha casa. Yvonne ama pintar, lixar e mudar os móveis. Ela fez banquetas que eu achava impossível, sem falar que a casa dela é maravilhosa".