PUBLICIDADE
Topo

Sonha com uma casinha de vila? Esta pode ser sua inspiração

Cores, mix de estilos e jeito de "casa da avó" encantam na casinha de vila de Roberta Couto - Mônica Assan
Cores, mix de estilos e jeito de "casa da avó" encantam na casinha de vila de Roberta Couto
Imagem: Mônica Assan

Carol Scolforo

Colaboração para Nossa

22/04/2021 04h00

Cuidado com o que você pede ao universo. Isso parece papo furado, mas é a história da advogada Roberta Couto, acredite. No começo de 2019 ela havia vendido o apartamento onde morava, em São Paulo, e procurava uma casa para viver com o filho, Felipe, a cachorra Lexa, um porquinho da índia e um peixe.

Depois de buscar o imóvel por um mês, começava a perder as esperanças. Um belo dia, Roberta saiu da sessão de terapia aos prantos. Seguiu o conselho da terapeuta: anotou tudo o que sonhava para uma casa. "Lembro que era uma tarde chuvosa e fiz no carro mesmo. Descrevi perfeitamente todos os cantinhos e coloquei no Facebook", conta.

Roberta Couto na casinha de vila que ela encontrou depois de quase desistir da busca - Monica Assan - Monica Assan
Roberta Couto na casinha de vila que ela encontrou depois de quase desistir da busca
Imagem: Monica Assan

Em 20 minutos uma pessoa indicou uma casa que estava para alugar. Ela nem saiu do carro. Parou no endereço, ligou para o proprietário e ele a atendeu. Cabia no orçamento, cumpria todos os requisitos e pronto: negócio fechado.

Quando Roberta entrou, negociou uma reforma com o proprietário. "Comecei a ser questionada sobre isso no meu instagram e mostro que vale, sim. Negociei meses de carência e fiz mais melhorias no imóvel", conta.

meu apê casinha de vila - Mônica Assan - Mônica Assan
Roberta negociou com o proprietário a reforma da casa
Imagem: Mônica Assan
Roberta Couto - meu apê - Monica Assan - Monica Assan
Para convencê-lo, ela mostrou referências do que pretendia transformar na casa
Imagem: Monica Assan

Mas não foi um pedido aleatório dela. A advogada chegou ao proprietário com referências, mostrou o que havia feito no apartamento anterior, ganhou confiança. No momento, a casa está em mais uma reforma: caiu o telhado e ela encarou a obra, para sorte do imóvel.

Estilo? Melhor afeto

Sem conseguir definir um estilo, Roberta arrisca que uma casa como as de avó, ou as de fazenda: cabem cores, plantas, se guia pelo que é aconchegante e acolhedor para que as memórias do filho sejam um porto seguro.

Se vai ter mais reformas?

Vivo em constante mudança, olho pra esta casa e vejo mil cenários possíveis"

roberta couto - meu apê - Monica Assan - Monica Assan
O estilo se reflete na escolha dos objetos e cores e em uma agradável mistura de referências
Imagem: Monica Assan

Dicas da Roberta para dar a sua cara à casa

Apê ou casa alugada? "Tenha um bom relacionamento com o dono do imóvel. Conversando e mostrando referências do que você quer fazer, ele pode gostar da ideia e pode aceitar. Mas não deixe de transformar seu espaço, pois esse vai ser o seu lar".

meu apê casinh de vila - Mônica Assan - Mônica Assan
Imagem: Mônica Assan

Com vista para o afeto. "Coloque na linha dos seus olhos absolutamente tudo o que te faz feliz. Use também as taças de cristal, as canecas lascadas, lembre das boas histórias que esses objetos contam. Não se preocupe com as exigências de ter uma casa instagramável, onde tudo está sempre perfeito. A casa, pra ser autêntica, tem essas imperfeições".

roberta couto - meu apê - Monica Assan - Monica Assan
Imagem: Monica Assan
roberta couto - meu apê - Monica Assan - Monica Assan
Imagem: Monica Assan

Use sem dó. "Arranque todas as portas dos armários para usar mais os utensílios. Por muitos anos guardei minhas panelas Le Creuset em caixas. Quando coloquei nas prateleiras, passei a usar mais. Isso traz uma sensação de acolhimento tão grande, e no fim do dia é o que importa".

roberta couto - meu ape - Monica Assan - Monica Assan
Imagem: Monica Assan
roberta couto - meu ape - Monica Assan - Monica Assan
Imagem: Monica Assan

Assuma quem você é. Roberta curte excessos. "Não tem uma regra. Gosto muito de cor, plantas (eram um requisito para a casa), e gosto de texturas também, de ter variedade de materiais, de estilos, enfim, misturo tudo o que me faz bem".

Erre, aceite e compartilhe. "Eu erro também, a vida não é só de acertos. Aqui, surgiu um vão entre a lavanderia e o lavabo que o pedreiro executou errado. Compartilhei no Instagram meu problema, pedindo dicas e logo surgiram várias. Essa rede é poderosa".

@s que me inspiram

@apto161

"Sou completamente apaixonada pelo perfil da Mayara. Trocamos muita figurinha sobre reforma e falamos muito sobre a essência de decor afetiva, com propósito. Admiro muito como ela construiu o apê e seu olhar doce e delicado"

@katinycoli

"Katiane foi uma descoberta recente e a troca com ela é deliciosa, as fotos, o carinho e o quanto ela se dedica a isso: ela compartilha tudo com cuidado enorme. Sempre parece que estou tomando café com ela, sinto até o cheiro"