PUBLICIDADE
Topo

Dudu Nobre passa o bastão musical para a filha. Samba? Não: trap e hip hop

Bruno Calixto

Colaboração para Nossa, do Rio de Janeiro

18/04/2021 04h00

Dudu Nobre nasceu em Botafogo e, ainda pequeno, mudou-se para Vila Isabel, de onde todo fim de semana saía com destino à quadra da Mocidade Independente de Padre Miguel junto com os pais, que adoravam frequentar uma roda de samba num bar chamado Fundo de Quintal.

"Antigamente, as crianças não tinham smartphone, então acompanhavam os pais em todo lugar", contou para a cantora Teresa Cristina em sua participação no programa "Botequim da Teresa", de Nossa.

Já adulto e dono do próprio nariz, ganhou o primeiro samba-enredo na Viradouro e também na sua Mocidade — ambos em 2014.

Compositor de samba-enredo é como se fosse uma agência de marketing. São sempre diversas correntes políticas numa escola de samba"

Hoje, aos 47 anos, além de tocar a carreira como cantor e compositor, tornou-se o empresário da filha Olívia Nobre, de 19 anos, que está se lançando como cantora.

Aquela menina do tamanho do meu antebraço virou um mulherão"

Ex-atleta de levantamento de peso e de jiu-jítsu, Olívia tem um trabalho 100% autoral, que não é de samba, e sim de hip hop, rap e trap.

Olívia segue uma vertente musical diferente do pai, com um mix de estilos - Reprodução Instagram - Reprodução Instagram
Olívia segue uma vertente musical diferente da do pai, com um mix de estilos
Imagem: Reprodução Instagram

"Essa turma escreve e manda para o produtor que devolve pronto, pá pum", detalha Dudu. "É diferente do nosso sistema, o processo do samba é mais visceral".

Olívia foi vice-campeã brasileira de levantamento de peso e campeã mundial de jiu-jítsu. O pai conta que foi no carnaval do ano passado que ela desistiu do esporte e decidiu ser cantora.

Orgulhoso e confiante, ele revela ainda que tem outra herdeira musical dentro de casa: a filha Thalita, de 17 anos, "que canta até em inglês".

Samba, série e Teresa

O "Botequim da Teresa" vai ao ar todas as sextas-feiras, às 10 horas, no YouTube de Nossa (inscreva-se já para receber os lembretes), no site, no UOL Play e no Facebook de Nossa.

O programa é uma coprodução de Nossa, MOV, a plataforma de vídeo do UOL, e da 2291 Conteúdo. Ele foi gravado em janeiro seguindo todos os cuidados necessários recomendados pelas autoridades de saúde durante a gravação do programa, como testagem dos convidados e da equipe, uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social. Metade dos convidados foi recebida de forma presencial e a outra metade no formato remoto.