PUBLICIDADE
Topo

Restaurante dentro de avião parado tem "passagens" de R$ 2 mil esgotadas

Iniciativa da Singapore Airlines tem como intuito recuperar o prejuízo causado pela freada nas viagens em consequência do coronavírus - Getty Images
Iniciativa da Singapore Airlines tem como intuito recuperar o prejuízo causado pela freada nas viagens em consequência do coronavírus Imagem: Getty Images

De Nossa

14/10/2020 10h19

Já imaginou comer em um restaurante dentro de um avião parado? É o que a Singapore Airlines propôs para seus clientes por R$ 2 mil, e foi um sucesso: as "passagens" se esgotaram em menos de meia hora.

Segundo a Bloomberg, a companhia aérea em questão já está com os dois próximos finais de semana com os assentos de duas aeronaves A380 completamente lotados. O plano tem como intuito reduzir o prejuízo causado durante a pandemia do coronavírus.

Para a experiência, os clientes recebem um menu com as refeições padrões que já eram oferecidas durante os voos da Singapore Airlines, que podem chegar a £ 360, cerca de R$ 2,6 mil, na classe executiva do avião. Já as "bandejas econômicas" saem por £ 39, aproximadamente R$ 220.

Existe ainda uma espécie de "programa de milhas", em que os que frequentarem o restaurante a bordo do avião estacionado ganham pontos para as próximas refeições — que incluem ainda o direito a assistir um filme.

Quem perdeu a oportunidade de reservar um dos assentos não precisa perder a oportunidade por completo. A companhia aérea oferece, além do plano tradicional, a entrega desse serviço em casa por R$ 888 (R$ 4,9 mil), que incluem a entrega de talheres e chinelos de avião.

A iniciativa da Singapore Airlines vai ao encontro da criação dos "voos para lugar nenhum", de outras companhias orientais. Para essa experiência, os voos decolam e pousam exatamente no mesmo lugar. A ideia é cativar os turistas que estão sentindo mais falta de viajar de avião enquanto a pandemia da covid-19 impede o livre trânsito de turistas mundo afora.