PUBLICIDADE
Topo

Paredes diferentonas: a moda da pintura orgânica e geométrica na decoração

Parede com pinturas orgânicas no apartamento do designer de interiores Edgar dos Santos Junior, do perfil @ed.decora - Arquivo Pessoal
Parede com pinturas orgânicas no apartamento do designer de interiores Edgar dos Santos Junior, do perfil @ed.decora
Imagem: Arquivo Pessoal

Silvia Montico

Colaboração para Nossa

21/09/2020 04h00

Você já deve ter visto por aí casas com paredes bem "diferentonas", uma vez que as pinturas geométricas, setorizadas e até orgânicas invadiram os feeds e os corações dos apaixonados por decoração. Prova de que essa onda é a principal tendência na decor autoral em 2020, é o boom de casas e apartamentos dando adeus ao branquinho básico das paredes e aderindo à moda.

Pintar a casa, aliás, parece ter sido o passatempo favorito dos quarenteners confinados devido ao isolamento social. Afinal, não é preciso muito mais do que uma lata de tinta para conseguir um efeito visual arrebatador para mudar (ou levantar) completamente a energia de um ambiente.

A designer de interiores Débora Fukagawa, que cria conteúdo de decoração no perfil do Instagram @casa_dos_fundos_297, acredita que a chuva de paredes diferentes tem tudo a ver com o momento que estamos vivendo coletivamente, já que as pessoas têm investido mais energia para espiar e experimentar as tendências que surgem nas redes sociais.

Trabalho da designer Débora Fukagawa - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Trabalho da designer Débora Fukagawa
Imagem: Arquivo Pessoal

"Dá para ver o pessoal ousando nas cores, nas formas e desenhos. Parece que estão mais empolgados em liberar o artista que existe dentro de cada um", diz, acrescentando que em tempos de isolamento, tal empreitada de decor pode ser até terapêutica.

Uma boa pintura faz um bem danado para saúde mental e física, já que as cores trabalham com o nosso emocional"

A própria Débora tem usado as paredes da sua casa para se expressar artisticamente e está sempre inovando nas pinturas. "Gosto de abusar das cores e formas. Recentemente utilizei pintura geométrica e orgânica no mesmo cômodo e pintei o teto da mesma cor das paredes, simulando uma divisão entre os ambientes", afirmou a designer que até já fez um "papel de parede" à mão livre usando uma caneta especializada para desenho.

"A pintura é minha grande aliada. Na sala, usei e abusei das tintas, setorizando cada entrada com cores diferentes", concluiu Débora.

Paredes viram telas em branco

Apartamento de Edgar dos Santos Junior - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Apartamento de Edgar dos Santos Junior
Imagem: Arquivo Pessoal

O também designer de interiores Edgar dos Santos Junior, do perfil @ed.decora, acredita que as paredes coloridas são um antídoto contra a monotonia na quarentena e vai além: "as paredes trazem personalidade ao ambiente e são a mais pura arte. É superinteressante as pessoas ousarem, soltarem a imaginação e brincarem com as cores e os espaços", diz.

Para ele, a imaginação é mesmo o limite na hora de escolher a pintura. "Já trabalhei com meia parede, pintura na diagonal, orgânica, triangular. Eu gosto de brincar com cores, estilos, geometria e acho que uma pintura diferenciada acaba ajudando a setorizar, destacar e ampliar o ambiente", conta o designer, afirmando também que alguns desenhos podem até deixar o ambiente mais "instagramável".

Edgar afirma que não há regras para os cômodos que podem receber uma pintura moderna, basta o morador definir qual área quer destacar e quais cores quer trazer para o ambiente.

"As paredes geométricas e orgânicas são criativas e descoladas, fogem do tradicional e tem ótimo custo-benefício. Você consegue dar uma nova cara ao espaço apenas mudando a cor/estilo. E o melhor, dá para fazer sozinho usando fitas métrica e adesiva, linhas ou moldes", acrescentou.

Do básico à irreverência das cores

Quarto do apartamento de Roberta Artiolli - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Quarto do apartamento de Roberta Artiolli
Imagem: Arquivo Pessoal

A bancária Roberta Artiolli, do perfil @meu.alugado, é uma decoradora amadora da própria casa e conta que sempre apostou em tons neutros. Porém, aos poucos, foi incorporando em seu apê referências que deixaram a casa mais viva, principalmente com a introdução de alguns toques de cor.

Quando mudou para o seu atual apartamento, bem no meio da quarentena, Roberta aproveitou para colocar suas referências em prática e apostou em pinturas mais irreverentes, porém sem descaracterizar o seu estilo pessoal.

"Como os móveis já têm cores sóbrias, as paredes foram um ótimo lugar para ousar mais na decor. Fiz um grande círculo rosa atrás da cama e gostei tanto do tom que o utilizei também na sala de jantar, delimitando seu espaço em relação à sala de estar", conta.

Na casa nova, foi este o cômodo que recebeu mais intervenções de pintura. Além de uma parede cinza claro, com apenas uma faixa branca, Roberta também pintou uma coluna verde emendada a um semicírculo, para criar o efeito de um hall setorizado, bem ao lado da porta de entrada do apartamento.

Para finalizar, ela pendurou ganchos para casacos e bolsas, levando ao delírio os entusiastas do "faça você mesmo" nas redes sociais.

Roberta acredita que mudar a cor das paredes é uma das formas mais baratas e eficientes de colocar personalidade na decoração.

"Para quem ainda tem medo de arriscar e se arrepender, é só lembrar que nada é permanente. É sempre possível voltar ao que era antes. Mesmo que seja alugado, precisamos nos apropriar dos nossos lares. Eles precisam ser aconchegantes", finaliza.

5 passos para mergulhar na tendência das paredes coloridas

  • Analise o seu espaço. A designer de interiores Débora Fukagawa recomenda: "observe o ambiente, seja na iluminação natural ou artificial que ele recebe, e as cores e texturas dos móveis e objetos decorativos".
  • Escolha a cor e estude-a. "Nem sempre a cor que a gente deseja fica legal em determinado ambiente. Leve sempre em conta seu estilo pessoal", pondera a designer.
  • Atente-se aos tipos das tintas. Há uma grande variedade no mercado, seja de texturas ou acabamentos. "Para quem é fissurado por limpeza e adora passar aquele paninho na parede, indico sempre um acabamento acetinado, pois facilita muito no dia a dia".
  • Escolha uma cor base para o projeto. Ela não precisa ser necessariamente neutra, mas tenha em mente que será a cor principal do ambiente e as demais entrarão como cores complementares.
  • Arrisque-se sem medo! "Minha dica para perder o medo é justamente se arriscar. Parece maluco dizer isso, mas é daí que surgem os melhores resultados", completa Débora, lembrando que é sempre bom ter disponível uma tinta branca com alta cobertura caso o plano dê errado. "Nesse caso é só usar a tinta branca como borracha e começar a pintar tudo de novo".