PUBLICIDADE
Topo

A mansão de R$ 90 mi de Taylor Swift que guarda "tragédia" e virou música

Mansão de Taylor Swift em Rhode Island, EUA, foi a inspiração para a música "the last great american dynasty" no álbum "folklore" - Reprodução
Mansão de Taylor Swift em Rhode Island, EUA, foi a inspiração para a música "the last great american dynasty" no álbum "folklore"
Imagem: Reprodução

Gustavo Frank

De Nossa

31/07/2020 04h00

Taylor Swift lançou o álbum "folklore" há uma semana. Na terceira faixa do projeto, chamada "the last great american dynasty", a cantora inspirou-se na história da sua mansão, comprada por ela por R$ 90 milhões, em 2013, que foi também a residência de Rebekah Harkness e seu marido, Bill, herdeiro da Standard Oil, empresa do ramo petróleo.

A casa é a mais cara da região e pertenceu a Rebekah por mais de 30 anos. A socialite e professora de balé ficou famosa, nos anos 50, por usar a residência para diversas festas glamorosas e regadas a champanhe — literalmente. Relatos da época dizem que ela mandava seus empregados limparem a piscina com champanhe Dom Pérignon.

"Encheu a piscina de champanhe e nadou com grandes nomes", narra Taylor Swift na música de "folklore".

A lista de convidados não era a mais "basiquinha", até Salvador Dalí marcava presença. Ele que, inclusive, confeccionou um vaso no valor de US$ 250 mil, cerca de R$ 1,2 milhão, para guardar as cinzas de Rebekah após sua morte.

Perseguição da mídia

Rebekah Harkness  -  Jack Mitchell/Getty Images -  Jack Mitchell/Getty Images
Rebekah Harkness, em 1966
Imagem: Jack Mitchell/Getty Images

A "Casa de Feriados", como ficou conhecida, foi também o que fez com a mídia culpasse a musa inspiradora da música de Swift pela morte do marido.

Na época, Bill foi diagnosticado com doenças cardíacas e aconselhado pelos médicos para que evitasse grandes agitações. O que, como já contamos, não convinha com os planos festivos da esposa.

Rebekah Harkness - Keystone/Hulton Archive/Getty Images - Keystone/Hulton Archive/Getty Images
Rebekah Harkness
Imagem: Keystone/Hulton Archive/Getty Images

"Deve ter sido por culpa dela que o coração dele não aguentou", canta a cantora em um trecho de "the last american great dynasty", em referência ao que foi dito pelos veículos na época.

O herdeiro morreu em 1952, vítima de um ataque cardíaco.

"Ela se divertia estragando tudo", acrescenta Taylor na faixa.

Rebekah, que morreu em 1982, se mudou de Rhode Island após o ocorrido. Com isso, a casa ficou sem moradores por 50 anos.

Rebekah Harkness - alunos - Jack Mitchell/Getty Images - Jack Mitchell/Getty Images
Alunos das aulas de balé de Rebekah Harkness na residênca em Rhode Island
Imagem: Jack Mitchell/Getty Images

"Cinquenta anos é um longo tempo. A 'Casa de Férias' ficou silenciosa na praia, livre de mulheres loucas e de seus homens e seus maus hábitos e, então, foi comprada por mim", canta a artista.

Taylor Swift ou Rebekah?

Taylor Swift - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Registro de uma das festas dadas por Taylor Swift na residência para o dia 4 de julho
Imagem: Reprodução/Instagram

Ao contrário do que pode parecer, Taylor parece se identificar como uma versão moderna de Rebekah. Em 2013, após a compra, moradores da região começaram a reclamar da mudança da cantora, que atraía fãs para a porta do local.

Dois anos depois, criou-se o que foi chamado de "Imposto Taylor Swift", em que a governadora de Rhode Island, Gina Raimondo, propôs uma taxa de US$ 1 milhão para quem tivesse duas residências locais. A ideia foi vista como um "atentado ao turismo local".

Após as polêmicas, a proposta foi retirada por Gina Raimondo.

Taylor Swift - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Taylor Swift com amigas em festa na casa em Rhode Island, nos Estados Unidos
Imagem: Reprodução/Instagram

Taylor e Tom - Getty Images - Getty Images
Taylor Swift e o ex-namorado, o ator Tom Hiddleston, em Rhode Island
Imagem: Getty Images

Foi ainda nessa casa que Taylor Swift hospedou muitas de suas festas de 4 de julho, Dia da Independência dos Estados Unidos — outro possível paralelo à socialite.

Além disso, era lá onde a cantora era fotografada com seus ex-namorados famosos, que foram manchetes de tabloides internacionais por um bom tempo.

"Quem sabe, se eu nunca tivesse aparecido, o que poderia ter sido? Lá vai a mulher mais barulhenta que essa cidade já viu. Eu me diverti muito estragando tudo", conclui na música.