PUBLICIDADE
Topo

Primeira gondoleira de Veneza ainda busca licença de titular

Giorgia Boscolo - Reprodução
Giorgia Boscolo Imagem: Reprodução

Da ANSA

10/08/2020 14h01

Um remo que fende a cada dia as águas de Veneza, movido pela força de um braço que conduz a gôndola de uma margem a outra do Canal Grande. Depois, o retorno para casa, em um bairro na porção continental da cidade, onde a esperam seu marido e três filhos.

Esse é o cotidiano de Giorgia Boscolo, 36 anos, que há uma década se tornou a primeira gondoleira de Veneza. Em 13 de agosto de 2010, Boscolo rompia nove séculos de domínio masculino nas gôndolas que atravessam o Canal Grande para transporte de passageiros e também naquelas de turismo.

A cada manhã, a gondoleira chega na estação de San Tomà e inicia sua jornada de trabalho como substituta, mas seu sonho é se tornar proprietária de uma licença de titular. "Quem sabe o prefeito não queira me recompensar um dia concedendo-me esse presente, já que sou a primeira mulher na história da cidade a conduzir uma gôndola", diz Boscolo, sorridente.

Enquanto isso, ela tenta conciliar o trabalho cansativo com a vida privada e uma família que se alargou há três anos, quando Boscolo deu à luz seu terceiro filho, durante um período de inatividade devido a um infortúnio.

"Esses anos voaram. No início, encontrei as inevitáveis dificuldades porque, como mulher, você tem de demonstrar que é melhor que um homem, mas depois todos os colegas de San Tomà se tornaram minha grande casa", afirma.

Pandemia

Nos meses de lockdown na Itália, as coisas se complicaram para Boscolo, já que Veneza, que vive do turismo, ficou vazia. "Infelizmente, já sentíamos a crise desde novembro, quando houve as inundações na cidade, e desde então não nos recuperamos", explica.

Apesar disso, a gondoleira nem pensa em trocar de carreira e diz já ter feito até amigos no serviço de travessia no Canal Grande.

"Tenho uma relação cotidiana com muitos clientes. Faço confidências com eles, nos contamos problemas e a cotidianidade de nosso dia a dia", conta.

Para se tornar gondoleiro em Veneza, é preciso fazer aulas teóricas e práticas, abordando temas como história da arte, direito naval e comportamento com turistas, e superar uma série de exames, inclusive testes toxicológicos.