PUBLICIDADE
Topo

Com doce a R$ 11, confeitaria fecha as portas no Brasil e culpa crise

Inaugurada em 2012, loja fecha com promoção de 50% de desconto - Marcelo Magnani/Divulgação
Inaugurada em 2012, loja fecha com promoção de 50% de desconto
Imagem: Marcelo Magnani/Divulgação

Camila Ciarallo

Do UOL, em São Paulo

31/03/2016 19h19Atualizada em 10/10/2016 16h07

A famosa confeitaria francesa Ladurée encerra as atividades no Brasil na quinta-feira (31), quatro anos depois de sua inauguração. 

Segundo o diretor da marca no país, Luis Camanducci, a culpa é da crise. "O valor da importação é inviável para ter um negócio de fora", explica. De acordo com ele, tudo o que está na loja vem da França, do guardanapo aos famosos macarons, doce feito à base de farinha de amêndoas. 

Aberta em junho 2012 no Shopping JK Iguatemi, em São Paulo, a loja começou cobrando R$ 9 por um macaroon avulso. Hoje o preço é de R$ 11, mesmo valor que custa para importar cada doce. "No começo era possível absorver o custo, mas no momento não temos como repassar isso ao cliente", explica Camanducci. 

Em seu último dia, a loja estava com 50% de desconto em todos os itens, exceto o macaron avulso. 

Queima de estoque
Outras franquias estrangeiras também estão revendo os pontos no Brasil, como é o caso da espanhola Cacao Sampaka, que fechou as portas de sua loja na Vila Madalena, em São Paulo, no domingo (3) e também estava dando 50% de desconto em todos os chocolates. 

O restaurante americano Red Lobster (especializado em lagostas) foi outro que não resistiu ao mercado brasileiro e fechou as portas de sua unidade em São Paulo em dezembro do ano passado, depois de pouco mais de um ano de sua inauguração.

Atualmente duas lojas da marca ainda estão abertas: no Aeroporto Internacional de Guarulhos e no Aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília.