PUBLICIDADE
Topo

Nossa Cozinha

A carne está cara? Veja cortes mais em conta para não tirar o boi da mesa

Do UOL, em São Paulo

27/06/2016 17h27

Se a maré não está para peixe e muito menos para filé-mignon, não é motivo para abandonar a ideia de ter carne bovina à mesa. Para quem aprecia um bom cozido, um molho com carne moída, uma carne de panela ou um hambúrguer feito em casa, não tem tempo ruim: cortes mais em conta são igualmente saborosos e não saem tão pesado no bolso.

As peças mais econômicas costumam ser bem mais saborosos, mas precisam ser tratados com um pouco mais de cuidado - em geral com cozimento mais longo e em fogo baixo. Os resultados, porém, nunca deixam de ser irresistíveis

Confira algumas sugestões abaixo para escolher bem na hora das compras.

  • Luis Simione/Divulgação

    Acém

    Maior e mais macio dos cortes dianteiros do boi, o acém é uma carne relativamente magra, que requer bastante calor e umidade durante o cozimento. Por conta disso, fica boa em ensopados, cozidos de panela e picadinhos.

  • Divulgação

    Patinho

    Carne magra, com fibras macias. É boa pedida para bifes à milanesa, cozidos e picadinhos. Também fica boa moída e em ensopados. Ele também aparece no preparo de pratos como quibe e steak tartar. Para aproveitar como bifes, corte a peça no sentido contrário das fibras.

  • Divulgação/Friboi

    Coxão duro

    Também chamada de chã de fora, é um corte indicado para pratos de cozimento lento - sopas, cozidos e ensopados. A peça pode ser transformada em rosbife e é muito utilizada moída em molhos e bases para bolinhos.

  • Leonardo Soares/UOL

    Músculo dianteiro

    Carne fibrosa, sem muita gordura, mas rica em colágeno. Seu cozimento pede bastante calor e umidade, sendo indicado para sopas, caldos e a famosa carne de panela, além de pratos como o tradicional Barreado.