PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Arnaldo Ribeiro: É um ano que pode ser épico para o Atlético-MG

Do UOL, em São Paulo

14/09/2021 04h00

O Atlético-MG venceu o Fortaleza por 2 a 0 no domingo (12), fora de casa, para aumentar sua vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro em relação ao vice-líder Palmeiras, agora com 7 pontos de diferença, e abre o segundo turno da competição deixando o torcedor esperançoso de que na temporada atual possa se encerrar o jejum de 50 anos desde o título conquistado em 1971.

No podcast Posse de Bola #160, Arnaldo Ribeiro analisa o momento do Atlético-MG, a estratégia do técnico Cuca em relação ao uso do elenco nas três competições que o Galo disputa, além de destacar a participação importante dos estrangeiros, como Junior Alonso e Zaracho, além de Nacho Fernandez.

"Eu acho que o Atlético-MG até agora é aquele time que não fez a opção por competição e eu sinceramente não sei como ele vai fazer no confronto de volta contra o Fluminense agora pela Copa do Brasil, em que tem uma pequena vantagem, já venceu na ida, e está indo o Cuca com todos os titulares em todas as competições, as três, e brigando pelas três. Na outra semana já tem Libertadores contra o Palmeiras e vejo o Atlético-MG mais parecido em diversos aspectos com o Flamengo do que com o Palmeiras em termos de apetite, repertório, possibilidades, jogadores interessantes", diz Arnaldo.

"A gente fala sempre do Nacho, tem dois jogadores estrangeiros do Atlético-MG que estão fazendo uma temporada brilhante, um o Junior Alonso, zagueiro, e o outro o Zaracho, meio-campo. Estão jogando muito, talvez o Junior Alonso seja o melhor zagueiro em atividade, era o Gustavo Gomez, hoje o Junior Alonso, que é paraguaio também, tem um desempenho até melhor, mais significativo do que o Gustavo Gomez e o Atlético-MG está colocando o Diego Costa aos poucos", completa.

Arnaldo cita a corrida pelo título 50 anos depois da primeira conquista em 1971 e considera que a temporada pode ser muito boa para o torcedor atleticano.

"O Atlético-MG tem um cenário que a gente sempre frisa aqui, não acontece há 50 anos, os caras viraram o turno com sete pontos na frente do segundo colocado e não ganham o Brasileiro há 50 anos, é um ano que pode ser épico e acho que o Atlético-MG vai bem, vai firme", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol