PUBLICIDADE
Topo

Podcast

UOL São Paulo

O podcast para o torcedor tricolor


ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

UOL São Paulo #13: Belmonte: SPFC quer zerar dívida com elenco até dezembro

Do UOL, em São Paulo

25/05/2021 16h00

Encerrado o jejum de títulos com a conquista do Campeonato Paulista no último domingo, o São Paulo agora se volta para a disputa de outros campeonatos. De olho em novas taças, o clube ainda se preocupa com uma questão fora das quatro linhas: o pagamento da dívida com os atletas, que chegou à casa dos R$ 50 milhões. Carlos Belmonte, diretor de futebol do Tricolor, afirmou que a diretoria promete pagar tudo aos atletas até o fim do ano.

No podcast UOL São Paulo #13 (ouça na íntegra no episódio acima), o apresentador Pedro Lopes e o repórter Thiago Fernandes conversaram com o dirigente, que falou sobre a conquista do título paulista e do bom momento do Tricolor. Belmonte explicou os planos da diretoria para pagar as pendências financeiras com os atletas.

"Apresentamos um plano para os atletas. Estamos tentando manter salário e CLT em dia e pagar a imagem dentro do mês correspondente. Criamos uma bonificação para o pagamento do passivo através de premiações que a gente receba por passagem de fase ou por conquista de título. Dependendo do nosso desempenho nos campeonatos, a gente zera todo o passivo com os atletas, e é nisso que estamos apostando", afirmou o dirigente.

Belmonte explicou que, do valor do prêmio pela conquista do título do Paulistão, 30% é uma bonificação aos jogadores e 40% será usado para abater essa dívida acumulada com os atletas. Há também porcentagens estabelecidas para outras receitas, como possíveis negociações de atletas, acordos de patrocínio e bilheteria, caso seja liberada a presença de público no estádio até dezembro.

O diretor de futebol disse que o montante abrange não só salários, mas também premiações atrasadas. "Quando a gente fez a conta, estava na casa dos R$ 50 milhões, mas já fizemos alguns pagamentos e esse valor diminuiu. Quase R$ 13 milhões são apenas do Daniel Alves. Como combinamos o pagamento? Chamamos as lideranças do grupo e perguntamos se eles querem que paguem a imagem atrasada, a premiação do Brasileiro... Eles definem e a gente paga. Fizemos uma reunião com elenco e eles concordaram com o que a gente fez", comentou.

Belmonte reforçou que o plano da diretoria são-paulina é resolver a questão até o fim do ano e começar 2022 em melhores condições. "Nossa intenção é chegar em dezembro com tudo em dia, tudo pago. No ano que vem, se Deus quiser, deve voltar a bilheteria e aí devemos andar em outro patamar financeiro", completou.

Ouça o podcast UOL São Paulo e confira também a análise do dirigente sobre o trabalho de Hernán Crespo e como o treinador e sua comissão mudaram o clima no clube.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir UOL São Paulo, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Amazon Music e YouTube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL