PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Posse de Bola

Programa semanal de futebol com Juca Kfouri, Mauro Cezar Pereira, Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi


Posse de Bola #80: Diniz voando, Sampaoli em xeque, Ceni pragmático e Libertadores

Do UOL, em São Paulo

07/12/2020 12h34

Após ter assumido a liderança do Campeonato Brasileiro na última quinta-feira, o São Paulo conseguiu abrir distância em relação ao Atlético-MG, segundo colocado, com a vitória diante do Sport, no Morumbi, tendo ainda um jogo atrasado com o Botafogo que pode aumentar a vantagem do time de Fernando Diniz, técnico muitas vezes criticado e agora com méritos reconhecidos no auge de seu trabalho no clube.

No podcast Posse de Bola #80, os jornalistas Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi, Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira comentam o momento de alta de Fernando Diniz, os questionamentos ao trabalho de Jorge Sampaoli no Atlético-MG após o empate em casa com o Internacional, além do Flamengo de Rogério Ceni, que venceu o Botafogo sem empolgar o torcedor, e ainda o Grêmio de Renato Portaluppi, que decolou.

Para Juca Kfouri, Fernando Diniz merece elogios pelo fato de ter mudado aspectos que não davam certo no time do São Paulo e que por muitas vezes o técnico insistia em momentos anteriores.

"Tirante algumas críticas tópicas, que aliás eu tenho para mim que ele, não que ele ouviu as minhas, ele ouviu provavelmente as dele, inteligente como ele é, porque ele abdicou de certas teimosias, de certas coisas ele que fazia errado, que davam errado e ele insistia no erro. Eu acho que ele paulatinamente corrigiu", analisa Juca.

"A vitória do São Paulo ontem (6) não foi exatamente como o são-paulino desejava. Era um jogo para 3 a 0, sem nenhum exagero, de novo porque os times tão treinando pouco, a pandemia está obrigando esse calendário maluco, perde-se muito gol nos jogos desse campeonato", completa.

Mauro Cezar Pereira também destaca a mudança no time do São Paulo e elogia Diniz por ter aceitado que seu time poderia jogar de diferentes maneiras, e ressalta que nos momentos em que o técnico foi criticado, havia razões para isso.

"O Fernando Diniz foi muito intransigente, acho, em alguns momentos, insistindo em um formato que não estava funcionando, mas pouco a pouco ele foi moldando. O São Paulo já se defende melhor, o São Paulo já não se expõe tanto, o São Paulo já abre mão da posse de bola quando lhe é conveniente, são situações também, não é que tem que jogar com 70% de posse de bola todo jogo", analisa o jornalista.

"Fernando Diniz mudou, é o mérito que ele tem, é legal isso, o cara em algum momento falou 'eu preciso diversificar meu jogo, se eu ficar só trocando passes a vida inteira com a minha defesa lá atrás exposta como era no Athletico-PR, no Fluminense e no São Paulo, e não faz muito tempo, o jogo do Lanús foi agora. Ele quando foi criticado, mereceu as críticas, agora merece elogios, funciona assim, nada é definitivo", conclui.

O programa também analisa se o Grêmio joga o melhor futebol do país, os motivos de mais um tropeço do Atlético-MG, a atuação do Inter no empate, o clássico entre Santos e Palmeiras, o Flamengo de Rogério Ceni voltando a vencer, Vasco e Botafogo na luta contra o rebaixamento e o Corinthians campeão brasileiro no futebol feminino.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.