PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Batida anterior ou distração? Jornais procuram explicação para batida na F3

Do UOL, em São Paulo

21/11/2018 15h31

Ainda não estão claras as razões que levaram a alemã Sophia Floersch a seu grave acidente durante o Grande Prêmio de Macau de Fórmula 3, no último fim de semana. Na ocasião, a piloto da equipe Van Amersfoort Racing perdeu o controle do carro, decolou da pista e atingiu uma estrutura do lado de fora a uma velocidade estimada de 276 km/h.

Com base em imagens divulgadas nas redes sociais, o jornal esportivo espanhol Mundo Deportivo afirmou ter “o motivo real” da batida.

Leia também:

De acordo com a publicação catalã, o carro de Sophia é atingido pela traseira por outro carro, o que faz com que seu próprio monoposto perdesse uma roda traseira. Sem controle, saiu do chão e acertou o carro de outro piloto. As imagens, porém, não permitem concluir com clareza o motivo do acidente.

A versão é diferente da publicada pelo jornal Daily Mail no domingo. Ao diário inglês, o chinês Guanyu Zhou, da equipe Prema, afirmou acreditar que Sophia tenha se distraído. Zhou era justamente o piloto que vinha atrás da alemã.

“Foi um momento assustador”, disse o chinês, piloto da academia de desenvolvimento da Ferrari. “Depois da Mandarim (curva à direita antes da reta da batida), eu vi a luz amarela, mas acho que foi um erro da estação de organização”, afirmou.

Ainda segundo o piloto chinês, “Sophia estava muito perto de Jehan (Daruvala, piloto indiano da Carlin); então, quando Jehan brecou mais cedo, ela não teve tempo para reagir”. “Ela acertou a traseira do carro de Jehan pela direita, e aquilo fez ela rodar pela Lisboa (curva seguinte, à direita, onde aconteceu a batida). Ela voou para o outro carro”, descreveu.

Esporte