PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Do começo promissor ao erro capital na final da Libertadores: a passagem de Andreas Pereira no Flamengo

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

01/07/2022 14h16

Os 314 dias de Andreas Pereira no Flamengo foram intensos e marcados por uma falha crucial em um dos jogos mais importantes da história do clube. Cercado de expectativas, o meio-campista teve um bom início no Rubro-Negro, mas terá grifado em sua carreira um erro capital, que gerou um vice-campeonato, reviravoltas na negociação sobre sua permanência e polêmica entre torcedores. Ao fim de junho, o contrato do belga-brasileiro com o time carioca se encerrou e o Esporte News Mundo relembra a passagem do jogador pelo Ninho do Urubu.

+ Flamengo anuncia o fim do empréstimo de Andreas Pereira

+ Fluminense e Flamengo formalizam parceria para disputa da licitação do Maracanã

A saída de Gerson para o Olympique de Marselha deixou uma lacuna no meio-campo do Flamengo. A diretoria foi ao mercado e anunciou a contratação por empréstimo Andreas Pereira, vindo do Manchester United, no dia 20 de agosto. Em sua primeira experiência como atleta profissional no Brasil, o jogador teve um início promissor no Rubro-Negro. Logo em sua estreia, o camisa 18 marcou um dos gols na vitória sobre o Santos, por 4 a 0, na Vila Belmiro.

Andreas Pereira em sua estreia pelo Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Nos jogos seguintes, Andreas foi se destacando pelo bom passe e pela capacidade de finalização. O meio-campista ficou em alta principalmente após um golaço marcado contra o Juventude, pelo Brasileirão. Na ocasião, o jogador acertou um chute forte, no ângulo, quebrando um jejum do Flamengo de 1.121 dias sem marcar gols de falta. O último havia sido marcado por Diego Ribas em 10 de junho de 2018, contra o Paraná.

Andreas ganhou status de titular do time de Renato Gaúcho até que o dia 27 de novembro de 2021 marcou a vida e a carreira do jogador. Na final da Libertadores, o camisa 18 era um dos melhores do Rubro-Negro em campo, porém, na prorrogação, escorregou, perdeu a bola e entregou o título ao Palmeiras, em Montevidéu. Meses após o erro capital, o jogador falou sobre o lance.

- Eu já vi um milhão de vezes. No momento, estava muito claro o que eu ia fazer e a bola acabou escapando. Já vi um milhão de vezes para ver o que aconteceu, o que poderia ter feito. Não só vi, tive vários sonhos. Sempre lembro da ação e falo: "Por que eu fiz aquilo?". Não estava acreditando que aquilo tinha acontecido comigo em uma bola que arrisco 100 vezes nos jogos e nunca tinha perdido. Justamente na final, no título que eu mais queria ganhar, vim para o Brasil para ganhar esse título, e teve que acontecer comigo. Não quero que aconteça com nenhum companheiro e fiquei muito triste, foi uma decepção, mas...como vou dizer? Foi um momento de tristeza. Foi difícil – disse Andreas em entrevista ao Globo Esporte.

Andreas Pereira na final da Libertadores (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

A partir dali, a carreira do jogador ficou marcada. No jogo seguinte, contra o Ceará, no Maracanã, Andreas Pereira recebeu apoio de grande parte da torcida. Porém, o final melancólico da temporada 2021 colocou dúvidas na permanência do camisa 18 no Ninho do Urubu.

Após a chegada de Paulo Sousa, no início de 2022, Andreas sofreu para se adaptar ao esquema de jogo do novo treinador. Mesmo assim, em fevereiro, a diretoria do Flamengo fechou um acordo pela contratação em definitivo do meio-campista por 10 milhões de euros junto ao Manchester United. Porém, o camisa 18 teve uma queda de rendimento, o que fez com que parte da cúpula rubro-negra brecasse a negociação.

Siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitterFacebook e Youtube.

Chegando ao último mês de contrato, Andreas Pereira voltou a brilhar com boas atuações. Marcou o primeiro gol no ano e deu uma assistência no clássico contra o Fluminense. E mesmo em derrotas nos jogos seguintes, se destacou no time rubro-negro. Em sua despedida, contra o Tolima, na Colômbia, o meio-campista acertou um lindo chute e marcou o gol da vitória do Flamengo no jogo de ida das oitavas da Libertadores.

Em sua despedida, Andreas Pereira marcou um golaço na vitória do Flamengo na Colômbia (DANIEL MUNOZ/AFP via Getty Images)

O golaço em em Ibagué foi o ato final de sua passagem pelo clube carioca. Em 53 jogos, foram 30 vitórias, 10 empates, 13 derrotas e oito gols marcados. Porém, apesar do fim do contrato por empréstimo ao Flamengo, Andreas Pereira fez juras de amor ao Rubro-Negro e prometeu voltar um dia.

- Se realmente não der certo. Eu amo o clube, eu amo o Flamengo, eu sou Flamengo. Com certeza não é uma despedida. Foi uma honra vestir o manto, não sei o que vai acontecer. Esse grupo é fantástico, o Flamengo é o maior clube do Brasil, da América do Sul. Não é uma despedida. Vou voltar - concluiu o camisa 18.

Futebol