PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Pintado lamenta mais uma derrota da Chapecoense e afirma: "É muito triste"

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

26/09/2021 00h32

Ceará e Chapecoense se enfrentaram na tarde desde sábado (25), no estádio do Castelão, em partida válida pela 22° rodada do Campeonato Brasileiro. Em um primeiro tempo muito movimentado, a equipe da Chapecoense criou boas chances de gol, mas não conseguiu abrir o placar. Já no segundo tempo, a equipe do Ceará se impôs, e abriu o placar com Jael, de pênalti. Além disso, houve a expulsão do zagueiro Jordan, da equipe do Verdão do Oeste, aos 23 minutos do segundo tempo. Com isso, a equipe da Chape não conseguiu mais se impor no jogo, e o time do Vozão só segurou o resultado de um a zero.

Em entrevista coletiva pós jogo, Pintado que muitas vezes se apresenta de forma otimista, desta vez estava triste pela derrota. Além disso, foi perguntado sobre a oscilação da equipe durante as partidas.

-É um ponto muito importante para estar analisando (a respeito da oscilação). Todas as equipes também oscilam durante a partida, mas estamos falando sobre uma equipe que, por opção, não trouxe alguns reforços. Exigindo uma função diferente de certos atletas. E mais uma vez, a partida foi decidida em uma bola parada. É muito triste porque vejo esse grupo trabalhando, treinando, não podemos falar sobre falta de entrega. Não estou aqui para dar explicação, queria dar mais resultados para nossa equipe - explicou pintado.

Para saber tudo do Campeonato Brasileiro, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook. E se inscreva no nosso YouTube!

A chape ainda se encontra em uma situação muito delicada no campeonato, na lanterna. O comandante, perguntado sobre as próximas partidas, explicou que o time lutará até o final.

-Não tenho dúvida que o nosso time irá sangrar na competição. Nós sabemos disso. Não me assusta e não me deixa com medo de nada. Muito difícil nossa situação. O que fazemos no dia a dia, é para que essa equipe lute até o final. Nós tivemos condições de ter um melhor resultado hoje, contra o fluminense, América e Atlético Goianiense. Tivemos oportunidades, mas não soubemos aproveitar. Não vamos abaixar os braços. O que iremos fazer é continuar trabalhando. - disse o treinador.

Alan Santos, muito contestado nas últimas partidas por más atuações, mais uma vez foi escalado para este confronto, e o técnico explicou sobre novamente a escolha do jogador.

-É o único atleta que nós temos que é um primeiro volante, um cabeça de área e que protege nosso setor defensivo. Os adversários acabam encontrando espaço (na defesa) porque apresentam nível ofensivo e são grandes equipes. Em algum momento acabam encontrando espaços, muitos mais por erros nossos, e o Alan é o único volante nós temos, é quem faz essa posição defensiva. Estou trabalhando para jogar com dois volantes, mas o Alan o único atleta que faz a composição defensiva nesse sistema que a gente tem jogado - completou.

Ao final, Pintado foi questionado sobre as mudanças de posição dos jogadores durante o jogo, e se a precariedade do elenco acarretou para esta situação.

-É uma avaliação que quero fazer junto a comissão técnica, analisar o melhor. A ideia era defender melhor. O que eu tenho de avaliação para este grupo, já passei para a diretoria. Eu nunca vou expor a nossa equipe publicamente. Temos que resolver dentro de casa. Também sou responsável pelas opções de não trazer ou trazer (novos jogadores) - afirmou.

A Chapecoense volta a campo no próximo domingo (3), contra a equipe do São Paulo, às 16h, em Chapecó, pela 23° rodada do Campeonato Brasileiro. Brigando na parte de baixo de tabela, a Chape busca mais uma vitória para poder sonhar com a permanência, mas que a cada rodada vem se complicando cada vez mais.

Futebol