PUBLICIDADE
Topo

Basquete


Trump e Obama prestam condolências por morte de Kobe Bryant

Astro de basquete morreu ontem, vítima de um acidente de helicóptero na Califórnia - Harry How/Getty Images/AFP
Astro de basquete morreu ontem, vítima de um acidente de helicóptero na Califórnia Imagem: Harry How/Getty Images/AFP

27/01/2020 13h41

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o antecessor no cargo, Barack Obama, se uniram ontem ao luto pelas trágicas mortes do ex-jogador de basquete Kobe Bryant, da filha do astro da NBA e de outras sete pessoas em um acidente de helicóptero na Califórnia.

"Kobe Bryant, apesar de ser um dos melhores jogadores de basquete de todos os tempos, estava apenas começando na vida. Ele amava tanto a família, e tinha uma paixão tão forte pelo futuro. A perda da sua bela filha, Gianna, torna este momento ainda mais devastador. Melania e eu enviamos as nossas mais calorosas condolências para Vanessa e a maravilhosa família Bryant. Que Deus esteja com todos vocês", escreveu o atual mandatário no Twitter.

Na mesma linha, e na mesma rede social, Obama definiu o ídolo do Los Angeles Lakers como uma "lenda".

"Kobe era uma lenda na quadra e apenas começando no que teria sido um segundo ato igualmente significativo. Perder Gianna é ainda mais desolador para nós, como pais. Michelle e eu enviamos amor e orações para Vanessa e toda a família Bryant em um dia impensável", comentou o ex-presidente.

A empresa fabricante do helicóptero que pertencia a Kobe, Sikorsky, também expressou condolencias pela tragédia.

"Estendemos nossas mais sinceras condolências a todos os afetados pelo acidente com o Sikorsky S-76B em Calabasas, na California", informou a empresa em comunicado oficial.

Basquete