Topo

Esporte


Balotelli é apresentado pelo Brescia: "Não tenho nenhum medo de fracassar"

Balotelli foi apresentado no Brescia - Divulgação/Brescia
Balotelli foi apresentado no Brescia Imagem: Divulgação/Brescia

19/08/2019 13h43

O atacante Mario Balotelli, apresentado hoje como nova contratação do Brescia, garantiu que não tem "nenhum medo" de fracassar no clube da província onde foi criado e revelou que almeja disputar a próxima Eurocopa com a seleção da Itália.

"Não foi tão difícil escolher o Brescia. Desde o momento em que recebi a proposta do Brescia, não pensei em mais nada. É a minha cidade, tem tudo para me oferecer. E eu posso oferecer tudo a esta cidade", afirmou Balotelli na entrevista coletiva de apresentação.

"Não tenho nenhum medo. O objetivo é fazer esta equipe crescer. O medo de falhar parece ser maior para vocês (da imprensa) do que para mim", disse o italiano, ex-jogador de Lumezzane, Inter de Milão, Manchester City, Milan, Liverpool, Nice e Olympique de Marselha.

Em uma sala de imprensa lotada e com centenas de torcedores aguardando o jogador nos arredores do hotel onde o evento foi organizado, Balotelli expressou a alegria por voltar a Brescia, onde passou parte da infância. Segundo ele, sua mãe chorou ao saber que o filho voltaria à região.

Ex-alvo do Flamengo, o novo reforço do clube italiano se mostrou calmo e sereno, decidido a ajudar a equipe sem ligar para os críticos.

"Não costumo ler muito, mas às vezes me dizem que fui criticado na imprensa. Estou acostumado. Não dá para gostar de todos, é normal", refletiu.

O jogador explicou que estabeleceu como meta ir à Eurocopa de 2020 e revelou que o técnico da seleção italiana, Roberto Mancini, o ligou recentemente para dar os parabéns pelo aniversário de 29 anos, celebrado no dia 12 de agosto.

Ao término da entrevista coletiva, que não durou mais de quinze minutos, Balotelli tirou uma foto com o presidente do Brescia, Massimo Cellino, e exibiu a camisa número 45, com a qual disputará o Campeonato Italiano a partir da quinta rodada.

O atacante precisa cumprir quatro rodadas de suspensão por ter recebido um cartão vermelho direto no ano passado, ainda no Campeonato Francês, pelo Olympique. A estreia pelo Brescia pode ocorrer no dia 25 de setembro, contra a Juventus.

Mais Esporte