PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Grêmio domina, mas é ineficiente e perde para o Libertad em casa

12/03/2019 23h42

Porto Alegre, 12 mar (EFE).- Apesar de ter passado mais tempo com a bola e ter chutado mais a gol, o Grêmio foi derrotado pelo Libertad por 1 a 0 nesta terça-feira em Porto Alegre e se manteve sem vencer nesta edição da Taça Libertadores, o que o derrubou para a terceira posição do grupo H.

O Tricolor teve 64% de posse e finalizou 24 vezes, contra apenas nove do adversário, mas não transformou o domínio em gol e foi castigado nos acréscimos do primeiro tempo, quando Bareiro marcou o único gol da partida na Arena do Grêmio.

Dessa maneira, o tricampeão da América soma apenas um ponto, e está atrás do próprio Libertad, que foi a seis, e do Rosario Central, que tem um e nesta quarta visitará a Universidad Católica, que ainda não pontuou e segura a lanterna. A equipe chilena é a próxima adversária do Imortal na Libertadores, em confronto marcado para o dia 4 de abril, em Santiago.

A única mudança do Tricolor em relação ao empate com o Rosario Central na estreia, há seis dias, foi o retorno do volante Michel, recuperado de uma lesão no tornozelo direito. Com isso, Romulo deixou o time titular.

No Libertad, a formação inicial foi a mesma da goleada sobre a Católica por 4 a 1 na primeira rodada. Entretanto, houve uma troca em relação a esse jogo, a saída do técnico colombiano Leonel Álvarez, que foi demitido por causa de um suposto descumprimento de uma cláusula do contrato. O ex-zagueiro argentino José Chamot assumiu o cargo.

A partida na Arena começou com um susto na torcida local. Logo aos seis minutos do primeiro tempo, Bruno Cortez vacilou e perdeu para Bareiro, que adiantou para Martínez. Ele cruzou na cabeça do experiente Óscar Cardozo, ex-Benfica, que errou o alvo.

Na primeira investida de maior perigo do Grêmio, aos 14 minutos, quase saiu um golaço. Marinho deixou o adversário no chão com um bonito drible e bateu colocado, mas a bola saiu. Mais tarde, aos 24, ele optou pelo cruzamento para Leonardo, que concluiu em tiro de meta, e aos 28, tentando de fora, foi a vez de Luan errar, encobrindo o travessão.

O jogo parecia sob controle para o tricampeão da América, que corria poucos riscos. Aos 41, Paulo Victor errou uma reposição, deixando a bola escapar, mas corrigiu a própria falha. Porém, em bonito contra-ataque, aos 47, Martínez deixou Geromel na saudade e deu para Bareiro fazer 1 a 0 para os visitantes.

Marinho era quem mais tentava pelo Grêmio, mas a pontaria não estava boa. Logo aos dois minutos do segundo tempo, o camisa 30 fez a finta e mirou o ângulo de Martín Silva, ex-goleiro do Vasco, mas errou novamente.

Por alguns instantes, a partida se tornou um duelo entre Marinho e Martín. Aos 15, o atacante fez mais uma jogada individual e chutou, mas o arqueiro uruguaio segurou. Pouco depois, aos 17, o o jogador do Grêmio recebeu de Everton e arrematou para mais uma intervenção do goleiro.

Na busca pela virada, Renato Gaúcho sacou Marinho e o apagado Felipe Vizeu para as entradas de Diego Tardelli e André, que apareceu bem aos 27. Ele fez bem o pivô e rolou para Luan, que bateu por cima do travessão.

Outro que saiu do banco para tentar mudar o jogo foi Jean Pyerre. O volante cobrou falta aos 38 minutos e errou o alvo por centímetros. Na última tentativa, aos 45, Tardelli ficou com a sobra depois de bate-rebate e buscou o canto, mas parou em Paulo da Silva.

Ficha técnica:.

Grêmio: Paulo Victor; Leonardo, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Maicon (Jean Pyerre) e Luan; Marinho (Diego Tardelli), Everton e Felipe Vizeu (André). Técnico: Renato Gaúcho.

Libertad: Martín Silva; Piris, Paulo da Silva, Luis Cardozo e Cougo; Aquino (Riveros), Mejía, Rivero (Benítez) e Bareiro; Martínez (Recalde) e Óscar Cardozo. Técnico: José Chamot.

Árbitro: Diego Haro (Peru), auxiliado pelos compatriotas Víctor Raez e Michael Orué.

Cartões amarelos: Maicon, Marinho e Luan (Grêmio); Cougo, Óscar Cardozo e Benítez (Libertad).

Gol: Bareiro (Libertad).

Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre. EFE

Esporte