PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Assassinos de patinador cazaque bronze em Sochi são condenados à prisão

17/01/2019 10h56

Moscou, 17 jan (EFE).- A Justiça cazaque condenou nesta quinta-feira a 18 anos de prisão os dois assassinos do patinador Denis Ten, medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Sochi (2014), que foi esfaqueado em 2018.

Ten foi atacado no dia 19 de julho de 2018, quando tentava evitar que os dois ladrões roubassem os retrovisores de seu carro no centro de Almaty, cidade mais populosa do país.

O patinador foi atingido por uma facada na coxa, o que provocou uma forte hemorragia e sua posterior morte no hospital para o qual foi levado.

Outro acusado foi também condenado a quatro anos de prisão por roubo e por não informar às autoridades sobre o crime, que teve uma grande repercussão no Cazaquistão, já que o esportista de 25 anos era muito popular.

Os três acusados, que foram detidos pouco depois do crime e admitiram a culpa, também terão que compensar economicamente a família de Ten.

O cazaque, que foi assaltado na saída de um treino, foi vice-campeão mundial em 2013, embora sua maior conquista tenha sido a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi.

Ten sofreu uma lesão no tornozelo antes dos Jogos de PyeongChang, o que lhe impediu de lutar por uma medalha. EFE

Esporte