PUBLICIDADE
Topo

Esporte

"Pirata" Roberto Firmino marca e garante vitória do Liverpool sobre o PSG

18/09/2018 18h07

Liverpool (Inglaterra), 18 set (EFE).- O Liverpool contou com o oportunismo de Roberto Firmino, que há três dias quase perdeu a visão do olho esquerdo, por incidente em jogo do Campeonato Inglês, venceu em casa o Paris Saint-Germain por 3 a 2 e largou bem no grupo C da Liga dos Campeões.

O jogo começou bom para os anfitriões, que pularam na frente do marcador aos 30 do primeiro tempo, com gol do atacante inglês Daniel Sturridge. Pouco depois, aos 36, o meia inglês James Milner ampliou, cobrando pênalti. Aos 40, foi a vez do lateral-direito belga Thomas Meunier descontar.

Na etapa complementar, os 'Reds' não conseguiram manter o mesmo ritmo da metade inicial, desperdiçaram chances e acabaram permitindo o empate do PSG, aos 38, quando o atacante francês Kylian Mbappé balançou a rede, em jogada que teve participação de Neymar.

Aí, Firmino entrou em cena. O brasileiro ficou no banco, devido ao incidente com o zagueiro belga Jan Vertonghen, do Tottenham e só entrou aos 27 do segundo tempo. Discreto em campo, o camisa 9 recebeu na área aos 47 e bateu cruzado para desempatar. Após marcar, o atacante colocou a mão sobre o olho ferido, na comemoração.

Com a vitória, o Liverpool já se isolou na liderança do grupo C, com três pontos. Isso, porque Estrela Vermelha e Napoli não foram além do 0 a 0, na Sérvia. O Paris Saint-Germain, por sua vez, está na lanterna, ainda zerado. Na próxima rodada, os 'Reds' visitarão a equipe italiana, e o PSG pega o time de Belgrado.

Para a estreia na 'Champions', Roberto Firmino acabou sendo o problema para o técnico alemão Jürgen Klopp. O brasileiro levou uma dedada no olho esquerdo durante o jogo com o Tottenham, pelo Campeonato Inglês e acabou substituído na equipe titular por Sturridge.

O PSG, desfalcado do goleiro italiano Gianluigi Buffon - suspenso por expulsão na temporada passada e substituído por Alphonse Aréola -, apresentou na escalação o zagueiro Marquinhos atuando como volante, em opção que já havia sido utilizada pelo também alemão Thomas Tuchel no Campeonato Francês.

Nos primeiros minutos do jogo, os donos da casa encurralaram o time de Neymar, Thiago Silva e companhia. Em apenas nove minutos, Van Dijk, Henderson, Salah e Mané tiveram boas oportunidades, mas, todos pararam em defesas do reserva imediato de Buffon.

O time francês, quando tentava atacar, errava em lances bobos. A primeira boa chance do PSG veio aos 17, quando Neymar recebeu na área e bateu para a defesa de Alisson. No rebote, Cavani também teve oportunidade, mas acabou batendo mais fraco, parando outra vez no brasileiro.

Aos poucos, o ritmo da partida caiu, com os visitantes conseguindo marcar melhor. Os comandados por Tuchel, porém, não contavam com a bliz aérea feita aos 30, quando Robertson acertou cruzamento da esquerda, contou com mau posicionamento de Thiago Silva e pôs a bola na cabeça de Sturridge, que testou para a rede.

A resposta do PSG veio quatro minutos depois, quando Neymar cobrou escanteio do lado esquerdo e achou Mbappé no extremo oposto da área. O francês emendou de primeira, mas, concluiu por cima do gol defendido por Alisson.

Logo depois do lance aos 35, Wijnaldum foi acionado na área e derrubado por Bernat, e o árbritro turco Cüneyt Çakir marcou pênalti. Milner foi para a cobrança e acertou o canto esquerdo de Areola, que não teve qualquer chance de defesa.

O PSG conseguiu descontar aos 40, quando Di María cruzou para o meio da área, onde Cavani aparecia em posição irregular e tentou dar uma bicicleta. Meunier pegou a sobra e bateu firme, sem dar chance ao goleiro brasileiro do Liverpool.

O segundo tempo começou com ritmo mais lento que o do primeiro. Aos 12, a rede até chegou a balançar, em conclusão de Salah com gol aberto. A arbitragem, no entanto, flagrou uma falta de Sturridge em Aréola, que acabou ficando fora da jogada.

Aos 26, já que Firmino em campo, no lugar de Sturridge, o Liverpool teve ótima oportunidade para balançar a rede, quando Henderson cruzou e, após bate e rebate, Salah bateu à esquerda do gol do PSG.

Com o adversário tendo dificuldades para criar ações ofensivas, os 'Reds' quase marcaram aos 36, quando Mané recebeu na direita, se livrou da marcação e bateu sem ângulo. Aréola conseguiu desviar, mas Cüneyt Çakir e seus auxiliares não viram o toque.

No minuto seguinte, o Liverpool acabou pagando o preço pelas oportunidades perdidas. Salah saiu jogando errado, Draxler, que havia substituído Cavani, passou para Neymar partir em disparada. O brasileiro acabou travado pela marcação, o que fez a bola sobrar para Mbappé, que fuzilou para o gol.

Se boa parte do segundo tempo foi em ritmo mais lento, os minutos finais foram empolgantes. Aos 42, Draxler fez ótima jogada individual, se livrou da marcação na área e bateu, em bola que explodiu na zaga e não chegou até a meta defendida por Alisson.

O gol não desanimou os 'Reds', que correram atrás do prejuízo e marcaram aos 47. Após bola perdida por Mbappé, Firmino recebeu na área, deu dois dribles em Marquinhos e bateu cruzado para desempatar o duelo. Na comemoração, o atacante colocou a mão sobre o olho que foi atingido no fim de semana.

No outro jogo da chave, na Sérvia, o Napoli não conseguiu superar o Estrela Vermelha, embora tenha criado diversas oportunidades de gol. A partida marcou a estreia do técnico italiano Carlo Ancelotti, três vezes campeão da Liga dos Campeões, na equipe do sul da Itália, pelo torneio.

O meia Allan, ex-Vasco, foi titular dos visitantes na partida e ficou em campo até os 16 minutos do segundo tempo, quando deu lugar ao atacante belga Dries Mertens.



Ficha técnica:.

Liverpool: Alisson; Alexander-Arnold, Gómez, Van Dijk e Robertson; Milner, Wijnaldum e Henderson; Salah (Shaqiri), Sturridge (Roberto Firmino) e Mané (Fabinho). Técnico: Jürgen Klopp.

Paris Saint-Germain: Aréola; Meunier, Kimpembe, Thiago Silva e Bernat; Marquinhos, Rabiot e Di María (Choupo-Moting); Mbappé, Neymar e Cavani (Draxler). Técnico: Thomas Tuchel.

Árbitro: Cüneyt Çakir (Turquia), auxiliado pelos compatriotas Bahattin Duran e Tarik Ongun.

Gols: Sturridge, Milner e Roberto Firmino (Liverpool); Meunier e Mbappé (Paris Saint-Germain)

Cartões amarelos: Van Dijk (Liverpool); e Meunier (Paris Saint-Germain)

Estádio: Anfield Road, em Liverpool (Inglaterra).

Esporte