Márcio Fernandes é demitido após Vila Nova ser goleado na final da Copa Verde

O técnico Márcio Fernandes foi demitido pela direção do Vila Nova-GO após o time goiano sofrer a dura goleada de 6 a 0 diante do Paysandu, no jogo de ida da final da Copa Verde, nesta quarta-feira à noite, no estádio da Curuzu, em Belém (PA). Além dele, o seu filho e auxiliar, Marcinho Fernandes é outro que deixa o clube.

A goleada histórica - a maior em finais da Copa Verde - apagou a boa campanha que o Vila Nova vinha fazendo neste início de Série B do Campeonato Brasileiro. O time goiano é o sétimo colocado, com nove pontos e, até a rodada passada, estava no G-4.

Além disso, a final será disputada na outra semana, no dia 29, quarta-feira, em Goiânia, e por isso terá que arrumar logo um substituto. Alguém capaz de conseguir um milagre pra ser campeão: golear o time do Pará por sete gols de diferença. Ou devolver a derrota por seis gols e decidir o título nos pênaltis. Antes de tentar este improvável resultado, o Vila Nova volta a campo no domingo às 17h, no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga (OBA), contra o Brusque, pela sétima rodada da Série B.

Márcio Fernandes assumiu o Vila Nova após ser rebaixado pelo Santo André no Campeonato Paulista. Ele chegou a levar o time para a final do Campeonato Goiano, mas acabou vice-campeão, ficando atrás do Atlético-GO. Ao todo, foram 14 jogos, com seis vitórias, um empate e sete derrotas.