Elvis adia conversas com a Ponte Preta e zagueiro Thomás Kayck não terá contrato renovado

De férias, o departamento de futebol da Ponte Preta ainda não acertou com nenhum reforço ou renovação. Tratado como prioridade no clube, o meia Elvis adiou as conversas com o clube campineiro e ainda não decidiu se ficará em 2024. O contrato do meia se encerrou em 30 de novembro.

Considerado um dos pilares do time, o meia de 33 anos está em 'lua de mel' e deixou as conversas com a diretoria para a próxima semana. Ele é um dos jogadores que a direção ponte-pretana tem como prioridade para seguir no elenco para a próxima temporada.

O temor é a concorrência de outros clubes. Como o Paysandu, comandado pelo ex-técnico Hélio dos Anjos, que sondou o staff do atleta. O Vila Nova também procurou o jogador, porém até o momento, não existe nenhuma proposta oficial. O clube confia que terá prioridade para iniciar as conversas com o camisa 10.

Se a permanência de Elvis é incerta, o que se sabe é que o zagueiro Thomás Kayck não permanecerá no Moisés Lucarelli. Contratado para a Série B do Campeonato Brasileiro, o jogador também teve seu vínculo encerrado no fim de novembro e não será renovado.

O defensor inclusive está de casa nova. Thomás Kayck tem acordo encaminhado com o Figueirense, clube de Santa Catarina, que disputa a Série C do Brasileiro. Na Ponte Preta, o zagueiro de 27 anos não se firmou como titular. Ao todo foram 10 jogos, sendo apenas quatro como titular, ocupando a vaga de um jogador suspenso ou lesionado.

De volta à elite do Campeonato Paulista, a Ponte Preta se prepara para o Estadual. Após sorteio, caiu em um grupo complicado, que conta com o atual campeão e vice, Palmeiras e Água Santa, além de seu arquirrival, o Guarani.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes